Presidente do Grêmio aguarda “caldeirão” e nega desvalorização da Libertadores: “Foi válido priorizar o Gauchão”

Alberto Guerra concedeu coletiva antes da partida da noite contra o Estudiantes

Publicidade

Horas antes de Estudiantes x Grêmio pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, o presidente Alberto Guerra concedeu coletiva e falou da situação gremista na competição. Ele negou que o clube tenha “desvalorizado” a competição e tratou de outros temas como o ambiente na Argentina para o jogo, a venda de Cuiabano ao Botafogo e a busca por zagueiros:

Resultados na Libertadores e Gauchão

Veja também:
1 De 5.921

De maneira alguma desvalorizamos a Libertadores. Muito pelo contrário, valorizamos demais. Não é porque não alcançamos o resultado que não demos o devido valor. Mesmo com o início ruim na Libertadores, acredito que tenha sido válido priorizar o Campeonato Gaúcho. Alcançamos uma marca histórica. Isso já é passado. Sabemos da dificuldade de hoje e temos que focar

Ambiente e empate para o Grêmio

A questão técnica temos que perguntar ao Renato. Eu acho importante que a gente saia vivo daqui. Temos que alcançar os três pontos, mas não acho que o empate seja ruim. Esperamos um caldeirão hoje. Um verdadeiro inferno. Todos os ingressos foram vendidos

Venda de Cuiabano e busca por zagueiro

Nós temos três grandes laterais. Outros dois grandes jovens para a lateral-esquerda. Analisamos o melhor para o clube e jogador e nos pareceu muito óbvio essa venda. A gente já antecipou que precisamos de mais uma peça na zaga. Estávamos fechado com um, chegamos ao valor que foi pedido e depois aumentaram. Estamos atentos ao mercado

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas