Por que Renato mencionou o ex-presidente Romildo Bolzan na última coletiva de imprensa

Técnico Renato Portaluppi se defendeu das críticas durante a última coletiva

Publicidade

O técnico Renato Portaluppi se mostrou desconfortável com as recentes críticas da imprensa, impulsionadas por sua ausência em Ijuí na derrota do Grêmio na Recopa Gaúcha para o São Luiz. E, assim, aproveitou a sua coletiva depois da vitória de 4×1 sobre o Guarany-BA, na Arena, para rebater. E para deixar claro que, ao contrário do que muitos pensam, ele não “manda” no clube, não.

Neste sentido, Renato “orientou” os repórteres a perguntarem até mesmo para o ex-presidente Romildo Bolzan Jr se existia algum tipo de “super poder” naquela época. O treinador gremista afirma que respeita a hierarquia e que nunca faz nada sem consultar os seus superiores:

“As pessoas têm mania de falar que eu mando no Grêmio. Pergunte ao antigo presidente, o Romildo, se eu fazia algo sem perguntar para ele. Perguntem para o (Alberto) Guerra se faço algo sem falar com ele. O Grêmio jogou um Gre-Nal, foi um jogo pegado, na segunda eu já sabia disso, mas a decisão foi tomada há três semanas. Daí eu pergunto para os cornetinhas como vou levar os jogadores para Ijuí, com sete horas de viagem de ônibus?”, colocou Renato.

“Tinha quem falasse que esse jogo (contra o Guarany) não valia nada, mas a gente ainda está brigando por algo no campeonato. Aqui no Grêmio tem hierarquia e eu sempre respeitei”, ampliou.

Renato
Renato durante o último Gre-Nal no Beira-Rio – Foto: Roberto Vinicius/AGAFOTO/Zona Mista

Atual direção do Grêmio apoia Renato

Justamente para dar uma “resposta” aos “gênios do ar-condicionado”, Renato decidiu fechar todos os treinamentos do CT Luiz Carvalho “até segunda ordem”. A direção atual afirma que a decisão foi “conjunta” e não apenas do treinador:

“O Renato é um cara que respeita a hierarquia. A decisão de fechar o CT compete a uma parte técnica, mas não é uma decisão só do Renato, é uma decisão conjunta. A FGF dificultou o processo da Recopa. O jogo foi muito mal marcado, após um Gre-Nal, ainda mais em Ijuí”, afirmou o vice de futebol Antônio Brum.

A próxima partida do Grêmio será diante do Brasil de Pelotas, na Arena, em jogo único pelas quartas de final do Gauchão, em data a ser marcada pela FGF. O tricolor joga com direito ao empate.

LEIA MAIS:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)