Por que o Grêmio tentou, mas não avançou na negociação para contratar Roberto Firmino

Ex-atacante da Seleção Brasileira recebe um salário fora da realidade na Arábia Saudita

Seguem as buscas da direção do Grêmio por um centroavante de mais peso e nome no mercado, que possa vir com o status de substituto de Luis Suárez. Com dificuldades, os dirigentes vasculham diferentes ligas e pensam em várias alternativas, mas, em mais de uma ocasião, esbarram na distância financeira, como foi o caso do brasileiro Roberto Firmino.

Ex-Liverpool e Seleção Brasileira, Firmino foi “sondado” pelo Grêmio, segundo informações do repórter Eduardo Gabardo, da Rádio Gaúcha. Ele joga desde o ano passado no Al-Ahli, da Arábia Saudita, recebendo valores de cerca de R$ 10 milhões por mês, algo que inviabiliza completamente um possível retorno ao Brasil.

Veja também:
1 De 6.112

A consulta do Grêmio, no entanto, tem certo sentido. Isso porque, neste momento, Firmino já cogita deixar o futebol saudita para dar novos passos na carreira. Aos 32 anos, ele, em 19 jogos na atual temporada, marcou apenas três gols e está na reserva do seu time.

Grêmio quer centroavante ainda em janeiro

Sem Funes Mori, que preferiu ir para o Pumas e distante de Aboubakar, o Grêmio não perde o otimismo em ter um centroavante ainda em janeiro. A janela está aberta até março e o tricolor tem estreia prevista na Libertadores na primeira semana de abril:

“Eu gostaria e vejo uma possibilidade dentro de janeiro. Esse tipo de pressão só encarece o jogador e dificulta a preparação. A gente quer anunciar o jogador o mais rápido possível. Não acho que seja só para o segundo semestre, meio do ano. Lembrando que a janela fecha em março”, disse o presidente Alberto Guerra, nesta semana, também à Rádio Gaúcha.

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas