Por que a direção do Grêmio afirma não cogitar neste momento a contratação de Cavani

Centroavante uruguaio deverá continuar no Boca Juniors na próxima temporada

Publicidade

Grande sonho do clube e da torcida no ano de 2020, Edinson Cavani, desta vez, não está nos planos do Grêmio. Pelo menos “neste momento”, a direção não cogita tentar tirar o jogador do Boca Juniors, que o mantém por contrato até o final de 2024. Em entrevista à Rádio Gaúcha, o presidente tricolor Alberto Guerra confirmou que há outros nomes na frente na lista de prioridades:

“Foi um dos centroavantes que fomos atrás de informações. Isso é bastante normal em todos clubes. Fomos saber da situação, condições e, a partir daí, também há eliminações até para saber se cabe no bolso. Existe uma questão técnica, uma avalição financeira e comportamental, para irmos eliminando as opções. O que tem de verdade é isso. A gente busca informações ou elas vêm até nós e avaliamos para ver se é o caso de abrir negociação. E, no caso do Cavani, não abrimos negociação com ele”, disse Guerra.

Guerra falou de nomes cotados no Grêmio – Foto: Reprodução

Sobre o futuro, o presidente evita descartar Cavani e outros nomes que estão surgindo na imprensa. E reforça a postura do Grêmio dentro do mercado:

“Ninguém está eliminado e ninguém está dentro. O próprio Suárez deu uma entrevista dizendo que ele está em uma readaptação ao futebol sul-americano. Não tenho dúvidas de que ele entrega ainda. O Cavani é um grande centroavante, assim como vários outros são. Funes Mori, Gabigol, Cano… Todos são grandes centroavantes que certamente desempenhariam no Grêmio, mas isso não quer dizer que fomos atrás deles”, encerrou Guerra.

Leia mais do Grêmio:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)