Percentual futuro e valor inferior ao de Everton: Grêmio terá Pepê nas finais, mas encaminha venda ao Porto

Jovem atacante gremista segue sendo o grande objetivo do clube português para este ano

Avançou, nos últimos dias, a negociação entre Grêmio e Porto pela contratação do jovem atacante Pepê, titular nesta sexta-feira no empate em 1×1 fora de casa com o Palmeiras. Segundo o repórter André Hernan, do SporTV, o jogador está tendo a sua saída encaminhada apenas para julho, não correndo risco de ficar fora das finais da Copa do Brasil contra o mesmo adversário paulista.

No entanto, os valores a serem sacramentados são inferiores aos da venda de Everton Cebolinha ao Benfica, em agosto do ano passado, na transação que gerou 20 milhões de euros. Pepê poderá sair por 15 milhões de euros, e terá 15% do percentual ainda vinculado ao Grêmio, que deseja lucrar com uma nova transferência futura – de acordo com o jornalista, os 15 milhões seriam pagos em três parcelas.

Nas últimas semanas, a direção do Grêmio vinha admitindo a possibilidade de negociação, tendo como “premissa” a exigência da participação do jogador nas finais contra o Palmeiras. Depois do empate no Allianz Parque, o vice-presidente de futebol Paulo Luz não negou:

“Realmente nós estamos mantendo conversações, mas ainda não há nada definido. Posso assegurar que desde que obtivemos a classificação para jogar a final da Copa do Brasil definimos que o Pepê estaria presente até o encerramento do Campeonato Brasileiro e participaria dessas finais. Mesmo com o avançar das negociações, se assim ocorrer, é um processo que possivelmente vai ocorrer durante o mês de janeiro”, colocou.

Pepê, atualmente, tem contrato até 2024 e multa rescisória no valor de 1 bilhão de reais. O Grêmio tem 70% dos seus direitos econômicos, enquanto o Foz do Iguaçu tem o percentual restante.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. AceitarLer políticas

Políticas & Cookies