fbpx

Pedro Henrique conta detalhes do pedido para bater o pênalti contra o Flamengo: “De Pena olhou e riu”

Colorado de criação, atacante fez o seu primeiro gol com a camisa colorada diante do Flamengo

Gaúcho de Santa Cruz do Sul e colorado de criação, assim como toda a família, o atacante Pedro Henrique viveu um momento especial na última partida no Beira-Rio. Ao entrar bem no segundo tempo contra o Flamengo, ele sofreu penalidade máxima cometida por Matheuzinho e não pensou duas vezes antes de pedir a bola para Carlos De Pena, que havia convertido contra Cuiabá e Bragantino.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, Pedro, que completou 32 anos nesta semana, deu detalhes do lance e revelou que De Pena sorriu ao receber o pedido da bola:

“Foi instinto. Eu senti que entrei bem no jogo, sofri o pênalti e pedi para bater. O De Pena riu e me disse: ‘Claro, é o teu momento’. E eu tinha certeza que iria acertar. Eu confesso que estava mais preocupado em saber para que lado iria correr para comemorar, do que o canto que eu iria chutar, porque o Diego Alves é um goleiro que se movimenta muito e eu já tinha percebido em qual canto ele iria cair. Corri para comemorar com a família. É uma sensação indescritível”, declarou.

Com carreira construída em países como França, Grécia e Turquia, Pedro Henrique ainda revelou na mesma entrevista que só voltaria ao futebol brasileiro caso o convite viesse do Inter:

“Eu disse que só voltaria ao Brasil se fosse para o Inter, se fosse para onde eu queria jogar. E acho que foi no momento certo”, acrescentou.

Com Pedro Henrique como opção no banco de reservas, o Inter volta a jogar neste domingo, 18h, pelo Brasileirão, diante do Botafogo.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas