Para jornalista, Inter deverá “prestar homenagem” a Coudet caso vença o Brasileirão: “Medalha ou post na web”

Jornalista Paulo Pires, do Grupo Bandeirantes, levantou o polêmico tema em suas redes sociais

Publicidade

Seja pelo envio da medalha ou por postagem nas redes sociais, o jornalista Paulo Pires, do Grupo Bandeirantes, entende que o Inter deve, sim, “prestar homenagem” ao técnico argentino Eduardo Coudet caso vença o Brasileirão nas quatro rodadas que restam até o final do campeonato.

Essa foi a opinião levantada pelo comunicador em vídeo gravado para o seu canal do YouTube, onde admite, no entanto, que o Inter já não vinha bem nos jogos finais de Coudet como na derrota para o Corinthians e empate com o Coritiba.

Coudet deixou o comando do Inter exatamente depois do empate em 2×2 contra o time paranaense, no Beira-Rio, em uma situação de declínio técnico dentro de campo. À direção, o profissional alegou ter o desejo de trabalhar na Europa e aceitou o convite do Celta de Vigo, da Espanha, que é o seu clube atual.

Antes de deixar o Inter, Chacho fez 20 jogos pelo Brasileirão, com 10 vitórias, seis empates e quatro derrotas, enquanto Abel Braga, seu substituto, já tem 14 partidas divididas em nove vitórias, três empates e duas derrotas.

Buscando reestabelecer a vantagem de quatro pontos ao Flamengo, o Inter, líder, recebe o Sport nesta quarta-feira a partir das 19h.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas