Os bastidores da forte cobrança de Renato à direção do Grêmio e a atual situação de Michael

Treinador pressionou a direção para a contratação de jogadores de velocidade no meio do ano

Publicidade

Chamou a atenção, após o empate em 3×3 contra o Bragantino na Arena pelo Brasileirão, o forte tom utilizado pelo técnico Renato Portaluppi para cobrar a direção do Grêmio atrás de reforços. Segundo ele, a única chance do clube competir pelo Brasileirão e pela Copa do Brasil é com a chegada de “dois ou três jogadores de velocidade” na janela de julho.

O que explica este incômodo de Renato é que, já há algum tempo, ele está insatisfeito por não poder utilizar o seu esquema preferido em campo: linha de quatro atrás, dois volantes, um meia de armação, dois pontas de velocidade e o centroavante.

Ainda durante o Gauchão, Renato criou o seu “plano B” jogando com uma linha de três meias com Bitello, Vina e Cristaldo, mas a falta de velocidade está irritando o treinador. Por isso, há a insistência em lançar o jovem Zinho, que, embora já tenha feito boas partidas, não é visto como um jogador já pronto pela comissão técnica.

“A gente sempre procura trabalhar a cabeça do jogador para que ele desempenhe o melhor futebol. Eu entendo o torcedor, mas o nosso grupo é esse. Temos vários problemas, vários jogadores no DM. Não gosto de ter os meias pelas beiradas, eles não têm a característica de correr atrás do adversário. Por isso precisamos de jogador de velocidade. Na janela, o Grêmio precisa decidir a sua vida e decidir o que quer para esse ano”, disparou Renato, antes de ampliar:

“Um clube, como o Grêmio, precisa pensar na próxima janela, precisamos de dois ou três jogadores de velocidade. E eu não vou iludir ninguém se não investir. Sem eles, não vamos ganhar a Copa do Brasil e o Brasileiro. O clube precisa escolher”.

O sonho de Renato é Michael

De longa data, o sonho de consumo de Renato no Grêmio é o atacante Michael, que foi seu jogador no Flamengo durante a temporada de 2021 e desde então mantiveram ótima relação de amizade. Porém, o tricolor não conseguiu a liberação do jogador no começo do ano junto ao Al-Hilal, da Arábia Saudita, na época punido com o transfer-ban da Fifa.

De acordo com o repórter Eduardo Gabardo, da Rádio Gaúcha, a situação não deve se alterar no meio do ano. Embora Renato ainda converse com Michael, o atacante está sendo mais utilizado na Arábia, virou titular e dificilmente seria liberado. Assim, a direção gremista, em conjunto com o treinador, passará a pensar em outras alternativas no mercado.

LEIA MAIS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas