Momento no Grêmio, joelho e 2024: a entrevista de Suárez após voltar a ser convocado

Atacante concedeu entrevista à TV oficial da Seleção Uruguaia nesta segunda-feira

Vivendo um momento elogiável com a camisa do Grêmio, Luis Suárez teve a boa fase recompensada com uma nova convocação à Seleção do Uruguai para a disputa dos jogos contra Argentina e Bolívia nos dias 16 e 21 pelas Eliminatórias. Para repercutir todos esses fatos, o goleador concedeu uma entrevista à TV oficial da Seleção Uruguaia, da qual você confere as principais aspas logo abaixo:

Felicidade por voltar à Seleção

Veja também:
1 De 6.111

Feliz e contente. Estava com essa gana de voltar. Foi um momento lindo contar aos filhos da convocação. Eles estão crescendo e já entendem mais. Há uns meses, eles pediram para irmos celebrar com a sub-20 que foi campeã. Então, com essa notícia linda, eles ficaram muito felizes

Como se sente agora

Em março, em uma entrevista que dei, disse que não saberia o que seria sobre a Seleção. Por causa da parte física, mental e para ver como eu me sentiria em um futebol tão competitivo como o brasileiro. Passou o tempo e me sinto bem fisicamente, com gana de voltar à Seleção. Quero desfrutar das partidas. Sempre falei com meus companheiros e seguia me sentindo um participante do grupo

Muitos jogos pelo Grêmio

Eu sou cabeça dura em pensar e dizer que os jogadores precisam se acostumar e se adaptar em qualquer parte do mundo. Todos sabem o que eu sofri e ainda sofro no joelho, mas estou jogando a maioria das partidas. Se eu jogar as quatro que faltam, terei a temporada de mais jogos na carreira. E isso mostra o quanto bem me sinto e o quanto contente estou pelo que vem acontecendo

Parceria com Darwin Núñez

Tem um potencial e uma capacidade enormes. Eu, como companheiro de Seleção, não me surpreendo em nada. Eu sabia desse momento. Já falei com ele, expliquei sobre o futebol inglês. Ele me disse do que estava passando, abriu o seu coração. Me alegro por ele. Quando ele faz gol, me diz que temos que conversar sempre. Somos diferentes e de outras gerações, mas vibro por seu momento no clube e na Seleção

Copa América de 2024

Depende do momento. Sou sincero. Eu penso no momento. Depois da Copa, cheguei a pensar em parar. Mas me deram a oportunidade de ir para o Grêmio e sou cabeça dura. Por que não? Demonstrei e agora posso dizer. Por que não jogar a Copa América? Depende do que for acontecer no ano que vem. Se o treinador me ver capacitado para ajudar essa geração, pode ser. Do contrário, seguirei como torcedor do Uruguai

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas