Mauricio diz que 2023 foi o “melhor ano da vida”, mas ainda sofre com Libertadores: “Por detalhe”

Meia colorado está na Seleção Pré-Olímpica e desfalca o Inter no começo do Gauchão

Publicidade

Embora os principais objetivos coletivos tenham escapado, o meia Mauricio entende que o seu 2023 foi o “melhor ano da vida” pelo que conseguiu fazer em campo com a camisa do Inter. Tal desempenho o fez ser convocado para a Seleção Pré-Olímpica, que disputa o Torneio Pré-Olímpico neste começo de ano. O canhoto não jogará as primeiras rodadas do Gauchão.

“Para mim, o ano passado foi o melhor ano da minha vida. Consegui não só ter ótimos números, mas também com boas atuações. A gente conseguiu chegar até a semifinal da Libertadores, por detalhe a gente não conseguiu mais. Individualmente foi um ano muito bom para mim, e espero que esse ano eu possa fazer melhor”, disse Mauricio, ao site Globoesporte.com.

Na continuidade desta entrevista, Mauricio mostrou estar contente com o trabalho da direção do Inter no mercado em buscar mais peças, como Ivan, Robert Renan, Hyoran e Lucas Alario. O próximo pode ser o também atacante Rafael Borré.

“Eu quero continuar sendo quem eu sou, um cara muito humilde, trabalhador. Quero aqui na seleção ou no Internacional fazer o meu melhor. Estamos montando um elenco muito bom no Inter, as expectativas são sempre boas. A cada ano que passa, o sarrafo aumenta também, então eu quero ser melhor do que fui no ano passado”, concluiu.

Com Mauricio, os jogos do Brasil na primeira fase do Pré-Olímpico:

23/1 – Bolívia x Brasil – 17h (horário de Brasília)
26/1 – Brasil x Colômbia – 20h
29/1 – Brasil x Equador – 17h
1/2 – Venezuela – Brasil – 20h

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)