Mano Menezes concede primeira entrevista após assumir o Fluminense: “Vivo desses desafios”

Velho conhecido dos gaúchos, treinador terá o primeiro desafio contra o Inter

Contratado pelo Fluminense após a derrota do clube para o Grêmio, por 1×0, no último domingo, o técnico Mano Menezes iniciou oficialmente nesta terça-feira o seu trabalho no time carioca, já tendo um velho conhecido pela frente na quinta-feira, às 20h, em casa, pelo Brasileirão: o Inter, equipe que treinou entre as temporadas de 2022 e 2023.

Na primeira entrevista concedida aos canais oficiais de comunicação do Fluminense, Mano explicou ter aceitado o desafio e mostrou confiança na reação do grupo, já que o time é o lanterna da tabela do nacional com apenas 6 pontos.

Veja também:
1 De 6.102

“Eu sou técnico de futebol e vivo desses desafios. Eu acho que aceitar a proposta é um atestado de credibilidade no grupo que analisei para vir assumir o trabalho. Quando você aceita um convite é porque você acredita que pode fazer um bom trabalho e acredita no grupo que está assumindo”, disse Mano, em declaração publicada pelo site do Fluminense.

“O torcedor é a razão maior de tudo aquilo que a gente faz. Nós somos profissionais, temos os nossos objetivos individuais de carreira, mas a razão pela qual a gente faz o futebol em si é principalmente o torcedor. Em determinados momentos, ele se identifica mais ou menos com aquilo que a equipe está fazendo dentro de campo”.

Mano Menezes quer Fluminense “competitivo”

Desde já, ciente da delicada situação que assume, Mano avisa que quer que o seu time seja “competitivo” e não apenas técnico dentro de campo:

“Naturalmente, alguns momentos são mais difíceis, mas é fundamental o torcedor estar ao lado da equipe, principalmente nos momentos mais difíceis. Nós vamos trabalhar todo dia para que ele veja dentro de campo um Fluminense que ele quer ver. Se não for em determinados momentos tão técnico, tem que ser competitivo, tem que ser um time que disputa e que ele se sinta representado na sua ânsia de conquistar vitórias, sair de situações difíceis e lutar por títulos, como é a história do Fluminense”, encerrou.

LEIA MAIS:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas