Kannemann opina sobre estreia da Argentina e cita contrato até fim do ano com o Grêmio: “Depois não sei”

Zagueiro argentino do Grêmio concedeu uma breve entrevista nesta terça-feira

Publicidade

Em participação na live “Vamos Catar o Hexa”, uma parceria dos jornalistas Duda Garbi, Rica Perrone e Rogério Vilela, o zagueiro Walter Kannemann lamentou bastante a estreia da Argentina na Copa do Mundo. Mais cedo, os hermanos iniciaram vencendo com gol de pênalti de Lionel Messi, mas cederam a virada de forma surpreendente para a Arábia Saudita por 2×1.

Kannemann admitiu ter sido um resultado “triste”, mas indicou ainda acreditar na classificação com vitórias sobre México e Polônia nas rodadas restantes:

“Triste, né? O resultado não era esperado, mas nos próximos dois jogos a Argentina vai bem. Hoje foi um jogo onde tudo deu errado. Basta pegar os números. Nunca joguei uma Copa, mas deve ter muito nervosismo sim. Se vê pelo rosto dos jogadores. Quando um time fica muito tempo sem perder, um dia chega. Argentina começou ganhando, teve gols anulados. A história poderia ser outro. Depois, o rival achou um gol e tudo fica nivelado. Rival cresceu e as coisas aconteceram assim”, disse o defensor argentino.

E o futuro de Kannemann no Grêmio?

Gremista assumido, Duda Garbi ainda aproveitou a participação de Kannemann para perguntar sobre o seu futuro no Grêmio, já que vive uma reta final de contrato. A resposta do jogador, no entanto, não foi garantindo nenhuma situação:

“Eu tenho que voltar no dia 7 de dezembro e ficar até o dia 31. É até onde vai o contrato. Depois eu não sei”, comentou o zagueiro canhoto.

Kannemann está no Grêmio desde a metade de 2016 e fez parte de toda a era recente de grandes títulos. Segundo o seu empresário, o clube ainda não apresentou uma proposta oficial de renovação, embora o novo presidente Alberto Guerra o trate como prioridade para o elenco do ano que vem.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)