Jornalista revela desejo do presidente do Grêmio de fazer “maior venda da história do clube”

Tricolor segue dando espaço para jovens visando lucros futuros

Publicidade

O quarto gol do Grêmio na goleada de 4×0 sobre o The Strongest, no Couto Pereira, nesta quarta-feira, pela Libertadores, pode ter sido feito pelo responsável por, quem sabe, a maior venda da história do clube. Trata-se do jovem atacante Gustavo Nunes, que subiu ao profissional no começo deste ano e marcou um golaço driblando a defesa dos bolivianos antes de chutar de fora.

De acordo com informações do jornalista André Hernán, que colabora com o UOL e é especialista em mercado da bola, o presidente gremista Alberto Guerra deseja fazer, futuramente, que Gustavo Nunes se torne a venda mais cara do clube. Atualmente, ele está avaliado em 30 milhões de euros.

Veja também:
1 De 6.005

“Gustavo Nunes do Grêmio foi decisivo ontem na vitória pela Libertadores. Jogador é uma das joias do futebol brasileiro e está avaliado em 30 milhões de euros. Presidente Alberto Guerra do Grêmio quer fazer a maior venda da história do clube com o jovem atacante”, escreveu o repórter em seu Twitter.

Ainda em fevereiro deste ano, o Grêmio anunciou a renovação com Gustavo Nunes até a temporada de 2028. Ele é natural de São Vicente-SP, tendo chegado ao tricolor no ano de 2021. Em 2024, se destacou na campanha da Copa São Paulo de Futebol Júnior ao lado do centroavante Jardiel.

Até hoje, as vendas mais caras do Grêmio:

  • Arthur para o Barcelona em 2018: vendido por 31 milhões de euros (R$ 140 milhões na cotação da época)
  • Everton para o Benfica em 2020: vendido por 20 milhões de euros (R$ 127,6 milhões na cotação da época)
  • Pepê para o Porto em 2021: vendido por 15 milhões de euros (R$ 98,1 milhões na cotação da época)

MAIS NOTÍCIAS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas