Jogadores do Inter evitam declarações públicas, mas fazem “reunião forte” no vestiário para evitar crise

Atletas deixaram o gramado do Castelão sem nenhum tipo de manifestação à imprensa

Publicidade

Ao saírem cabisbaixos e ignorando os pedidos da imprensa por entrevistas no final do jogo contra o Fortaleza, perdido por 5×1 dentro da Arena Castelão, neste domingo, os jogadores do Inter se reuniram de maneira “forte” no vestiário para se cobrarem visando melhores resultados.

LEIA MAIS – Daniel Carvalho detona Inter após desempenho em Fortaleza: “Time de c…, sem sangue, vontade e alma”

Não é comum que um time fique sem algum representante nas entrevistas pós-jogo, de modo que, neste domingo, apenas Rodrigo Lindoso se manifestou em nome do Inter na saída ao intervalo, quando o Fortaleza já vencia por 1×0.

A revelação desta “reunião forte” no vestiário logo depois do jogo foi feita pelo vice-presidente de futebol João Patrício Herrmann, que concedeu coletiva e também bancou a continuidade do técnico Miguel Ángel Ramírez.

“As alterações acontecerão, sim, internamente e de uma forma muito enérgica. Estamos vendo tudo e não estamos satisfeitos com os resultados. Estamos constrangidos por hoje. Erros internos e planejamentos feitos de forma errada. Os atletas já se reuniram em uma reunião forte entre eles no vestiário. Não somos um clube para levar 5×1”, comentou.

Principal líder do elenco desde a sua volta, Taison ficou no banco de reservas nesta partida. Dourado, em recuperação de lesão muscular, não participou da viagem e Marcelo Lomba voltou ao time como o capitão.

O calendário desta semana do Inter:

Próximo jogo: volta da terceira fase da Copa do Brasil, Inter x Vitória, quinta, 21h30.

Próximo jogo do Brasileirão: Bahia x Inter, domingo que vem, 18h15.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)