Jovem goleiro Adriel vai às lágrimas após título pelo Grêmio na estreia: “Estou aqui desde a base, subi e lutei”

Arqueiro de 20 anos ganhou a oportunidade e não foi vazado na final da Recopa Gaúcha

Em uma manhã de domingo marcante na sua ainda curta carreira, o jovem goleiro Adriel, de apenas 20 anos de idade, estreou no profissional do Grêmio já faturando uma taça oficial. Sem ser vazado, ele demonstrou segurança na vitória de 3×0 sobre o Santa Cruz, na Arena, pela final da Recopa Gaúcha de 2021.

LEIA MAIS – Aposta do clube, Guilherme Guedes vai bem em retorno, ganha elogios da comissão e vibra: “Felicidade inexplicável”

Após a partida, segundo relato do jornalista Lucas Bubols, do Globoesporte.com, o arqueiro chorou sentado no banco de reservas. Mas o atleta garante terem sido lágrimas de emoção e alegria pelo momento vivido:

“O Grêmio é um clube que me identifico muito, estou aqui desde a base, subi, lutei. Estrear em uma final, primeiro título com a camisa, é marcante para a vida toda. Vestir uma camisa grande é sempre motivo de se emocionar. Passou um filme, desde quando saí de casa, as dificuldades que tive”, disse, antes de acrescentar:

“É motivo de felicidade, não é de tristeza, de conquista mesmo. É aproveitar agora cada momento. Não só para mim, mas meus familiares, minha esposa, meu filho que está vindo agora. A vitória não é só minha, é de todos que me acompanharam também”.

A escalação de Adriel nesta partida foi “facilitada” pela ausência de Gabriel Chapecó, também jovem aposta para o gol gremista, que testou positivo para a Covid-19 na última bateria de exames do clube.

Ainda sem Brenno, que permanece cedido à Seleção Olímpica, o Grêmio enfrenta o Brasiliense fora de casa na quinta-feira, 15h30, pela volta da terceira fase da Copa do Brasil.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.