Barcellos explica de onde vem o dinheiro e diz que Inter “bateu no teto” por Everton Ribeiro e Jean Lucas

Presidente colorado Alessandro Barcellos concedeu entrevista à Rádio Atlântida

De onde está vindo o dinheiro do Inter para tantas contratações? A pergunta, que tem sido frequente neste começo de ano, foi respondida pelo presidente Alessandro Barcellos nesta terça-feira em entrevista à Rádio Atlântida, no programa “Bola Nas Costas”. Ele afirmou que os atuais investimentos são frutos de um trabalho de três anos e garantiu que o dinheiro da Liga foi utilizado apenas para pagar dívidas, não para contratar.

“O que eu sei é que tem muita gente preocupada com o dinheiro do Inter. É um processo que não vem de ontem. Passamos três anos enfrentando duros momentos para chegar agora com receita mais equilibrada. O dinheiro da Liga foi para pagar dívidas. E o pagamento de dívidas nos abre espaço para fazer crédito. Dívidas bancárias, de fornecedores, de clubes, empresários. Muitas das contratações serão pagas ao longo de quatro anos. Não compramos à vista. Todas elas terão possibilidade de pagamento de fluxo de caixa novo, remodelado, que ainda está em curso”, afirmou.

Veja também:
1 De 6.090

Mesmo que o Inter esteja sendo protagonista no mercado, alguns nomes foram tentados e acabaram indo para outros destinos. Barcellos citou nominalmente o volante Jean Lucas e o meia Everton Ribeiro (foto) – ambos foram jogar no Bahia:

“Jean Lucas e Everton Ribeiro. Batemos no teto e não fomos mais atrás. São coisas que não vamos abrir mão. Tem clubes que estão vendendo o seu patrimônio e torrando tudo no mercado. Nós não estamos fazendo isso. Hoje, como está o mercado, há contratações que representam riscos”, ampliou o presidente.

Inter ainda tenta mais jogadores

Além de já estar no aguardo do atacante colombiano Rafael Borré, que chega ao Beira-Rio até julho, o Inter permanece no mercado para buscar mais atletas. O clube segue desejando um volante e mantém negociações com o Flamengo por Thiago Maia. Um novo lateral-esquerdo também está na pauta da direção e da comissão técnica.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas