Iarley cita próximos passos no futebol e se manifesta após ser demitido do Inter: “Amor incondicional pelos colorados”

Ex-atacante campeão mundial em 2006 não seguirá trabalhando na base colorada

Sem qualquer tipo de mágoa ou ressentimento, o ex-atacante Iarley se manifestou através das redes sociais sobre a sua demissão do cargo de funcionário das categorias de base do Inter nesta quarta-feira. Ao todo, mais de 60 colaboradores de diferentes áreas foram desligados em medida de cortes de gastos do clube.

Iarley, que foi campeão da Libertadores e do Mundial de 2006, fez novas juras de amor ao Inter e revelou ter se dedicado a estudar bastante para continuar no futebol. Em outras entrevistas anteriores, admitiu ter o sonho de ser treinador.

Veja o comunicado do atleta:

Comunico oficialmente o meu desligamento profissional com o Sport Club Internacional. Estou saindo sem qualquer tipo de ressentimento, pois compreendo a difícil situação que o futebol brasileiro vem enfrentando e não seria diferente no Internacional.
.
Eu tenho um carinho inestimável por este clube e um amor incondicional por todos os colorados e coloradas que sempre estiveram ao meu lado.
.
Minha história está gravada nesta camiseta vermelha. Alcancei o mundo junto com meus companheiros, e ajudei a Nação Colorada a viver momentos que jamais serão esquecidos.
.
Nos últimos anos me qualifiquei e me preparei para focar a minha carreira dentro do universo do Futebol.
.
Fiz cursos, conquistei as licenças necessárias, coloquei muita coisa em prática no Inter e agora estou pronto para encarar novos desafios no Futebol.
.
Aos torcedores meu carinho e meu respeito. Nada muda. Nada pode nos separar.
.
Ao Clube, o meu muito obrigado e um até breve

Confira o post de Iarley

Para entender a crise do Inter:

– O clube registrou o maior déficit de sua história em 2020, cerca de R$ 90 milhões

– O planejamento orçamentário aprovado pelo Conselho Deliberativo prevê superávit de pouco mais de R$ 100 mil para 2021

– Para isso, o clube necessita vender jogadores. Mas diz que não tem nenhuma proposta oficial na mesa. Praxedes e Vinícius Tobias são os jogadores mais cobiçados no momento

– Nesta quarta, foram promovidas as demissões de cerca de 60 funcionários, entre eles Iarley e “Uh” Fabiano. Estas demissões devem gerar uma economia mensal de R$ 1,5 milhão

– Em relação aos jogadores que já saíram, casos de D’Alessandro, Musto, Fernández, Matheus Jussa, entre outros, a economia na folha salarial foi de cerca de R$ 2 milhões

– Em entrevista à Rádio Gaúcha, o presidente Alessandro Barcellos admitiu a necessidade de vender jogador para ajudar em contas básicas como luz e água

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.
Mostrar comentários (1)

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. AceitarLer políticas

Políticas & Cookies