Hyoran admite que “pode dar mais” e diz que Inter sente falta de Enner Valencia e Borré

Meia foi titular do time na derrota em casa de 2x1 para o Vasco da Gama

Escolhido para iniciar como titular pelo técnico Eduardo Coudet em Inter 1×2 Vasco neste domingo, no retorno do Beira-Rio, pelo Brasileirão, o meia Hyoran admitiu que “pode dar mais” ao fazer uma análise individual de sua própria temporada com a camisa colorada. Em passagem pela zona mista do estádio pós-jogo, ele ainda demonstrou entender a frustração da torcida, que chegou a vaiar a equipe pelo resultado negativo:

“A gente está convicto do que a gente faz no dia a dia. Estamos buscando melhorar. O torcedor é apaixonado e nunca vai abandonar o clube. Estamos voltando para casa depois de um momento muito difícil. Não podemos esquecer de tudo que passamos até aqui. Os recentes resultados não vieram e não fizemos o jogo que queríamos fazer, mas eu saio com o sentimento que as coisas vão engrenar. Jogar no Beira-Rio é diferente. A gente sente a adrenalina. É totalmente diferente do que mandar um jogo em outro lugar”, declarou Hyoran, antes de falar da sua fase:

Veja também:
1 De 6.113

“Sobre o meu desempenho, sei que posso dar mais. Mas não são essas vaias que vão mudar a convicção que eu tenho no meu trabalho. Sei do que eu fiz até chegar aqui e do que ainda posso fazer. Sei que posso dar mais, mas eu tenho a confiança de todo mundo. Temos que melhorar para que a torcida venha e apoie a gente”.

Inter com problemas no ataque

Com apenas 12 gols marcados, o Inter segue tendo um dos ataques menos efetivos do Brasileirão. Em somente um jogo, que foi na estreia de 2×1 sobre o Bahia, o colorado marcou mais de uma vez na mesma partida do campeonato. Ciente disso, Hyoran reconheceu que a equipe vem sentindo falta de jogadores como Enner Valencia e Rafael Borré:

“São jogadores extremamente importantes. Jogadores de ataque, de função de fazer gol, que com certeza fazem muita falta. A gente vem buscando com a ausência deles dar o nosso melhor. Estamos sofrendo com isso. Com um gol é difícil você conseguir os três pontos e assim a gente acaba não conseguindo os nossos objetivos”, acrescentou.

Estacionado no 10° lugar da tabela de classificação do Brasileirão com 19 pontos, o Inter pensa agora na Copa do Brasil e abre a disputa da terceira fase na quarta-feira, 19h, diante do Juventude, no Beira-Rio. A decisão da vaga já é no sábado, às 16h, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Leia mais notícias:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas