Apoio para Guilherme e alegria por Jhonata Robert: as análises individuais de Renato em coletiva de imprensa

Treinador gremista falou dos dois atacantes em entrevista coletiva dada na Arena nesta terça

Publicidade

Ainda não foi dessa vez que Guilherme se reencontrou com as redes jogando pelo Grêmio. E não pode reclamar de falta de oportunidades, já que, em mais de uma ocasião, finalizou de dentro da área para marcar contra o Sport, na Arena, pela Série B. Depois da vitória de 3×0, o técnico Renato Portaluppi fez questão de ressaltar a importância do atacante, minimizando o atual jejum de gols.

Já são 13 jogos desde que Guilherme retornou, com 770 minutos em campo, ainda sem bola na rede. Ele vem sendo titular por conta da lesão muscular de Ferreira, que ainda finaliza a recuperação para retornar:

“Está faltando o gol. O gol tira o peso do jogador, ele está ansioso. Ele teve oportunidades hoje, mas não conseguiu. O importante é que o Guilherme tem nos ajudado, é um jogador bastante tático, ajuda na marcação. Quando o gol sair, vai nos ajudar ainda mais”, comentou Renato.

Guilherme sai, Jhonata Robert entra

Já com o jogo praticamente decidido no placar de 3×0, Renato promoveu a volta de Jhonata Robert, que não atuava desde o ano passado por conta de grave lesão no joelho. Entusiasmado, o treinador indicou que pensa em utilizar o jovem atacante – que entrou na vaga de Guilherme – mais vezes:

“A felicidade dele é a nossa felicidade. Nós todos ficamos muito felizes pela volta dele. É um jogador que é diferenciado, muito inteligente para jogar. Voltou em um momento importante. Acima de tudo, a melhor coisa é que ele não sentiu nada. Agora vamos soltando ele aos poucos. Falei que não sabia se iria usá-lo, dependeria do jogo. Com o jogo praticamente resolvido, coloquei”, acrescentou.

Outras falas de Renato em sua coletiva:

“Eu sou um treinador de diálogo, mas tem horas que é preciso puxar a orelha. Tem vezes que é preciso tirar alguns da zona de conforto, eu não admito a zona de conforto. Não pode ser só bronca e nem só elogios. O jogo do Novorizontino foi inaceitável, por isso conversei com eles e troquei algumas ideias. Comigo não tem zona de conforto, temos o objetivo de chegar na série A, isso não pode acontecer”
.
“Se eu coloco o Lucas Leiva mais atrás, o meio de campo do Sport era muito competitivo e poderíamos perder os duelos. Até pela idade dele. Ele conseguiu jogar um pouco mais solto. É um jogador importante para o grupo. É experiente, sabe que está devendo um pouco mais, mas se esforça. Estava precisando de um gol e eu torci para isso”

Assista! Brenno, Thiago Santos e mais: o que os jogadores do Grêmio falaram após a vitória sobre o Sport

Veja mais notícias do Grêmio:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas