Grêmio publica comunicado sobre Diego Costa, que vira dúvida até para pegar o Fluminense

Lesão muscular na coxa esquerda é séria e vai precisar de longo tratamento

Publicidade

O que mais preocupava a torcida do Grêmio nos últimos dias se confirmou oficialmente nesta terça-feira: após a realização de exames de imagem, o clube confirmou lesão muscular de Grau III no adutor da coxa esquerda do centroavante Diego Costa. O jogador, que vinha vivendo um bom momento em campo, terá que parar por cerca de dois meses aproximadamente.

“O Departamento de Ciência, Saúde e Performance do Tricolor informa que, após a realização de exame de imagem, o atacante Diego Costa teve constatada lesão de Grau 3-C no músculo adutor longo da coxa esquerda. O atleta agora começa a cumprir o período de recuperação e está em tratamento fisioterápico”, relatou o clube.

Veja também:
1 De 6.005

A lesão de Diego Costa aconteceu no sábado, à noite, no Couto Pereira, no início do segundo tempo do empate em 1×1 com o Estudiantes pela Libertadores. Depois de dar a assistência para o gol de Cristaldo, ele, em lances seguintes, levou a mão ao local dolorido e pediu para sair, sendo substituído por João Pedro Galvão.

Em um cenário otimista, Diego Costa conseguiria voltar ainda no prazo de jogar contra o Fluminense, pela Libertadores, nos dias 14 e 21 de agosto, com ida em “casa” e decisão no Rio de Janeiro. Porém, neste momento, o centroavante já é considerado como dúvida para este confronto.

Grêmio vai tentar buscar reposição

Sem Diego Costa, o Grêmio usará a janela do meio do ano para buscar uma reposição na função, até porque JP Galvão tem contrato se encerrando e André Henrique não está recuperado da lesão no tornozelo Um nome avaliado é o de Pedro Raul, atualmente na reserva do Corinthians.

LEIA MAIS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas