Grêmio não terá Villasanti nos jogos decisivos da Libertadores; Geromel e Pavón voltam

Paraguaio terá que estar com a sua Seleção na preparação para a Copa América

Publicidade

O Grêmio já sabe que terá um desfalque de peso para as decisivas partidas pela fase de grupos da Libertadores na semana que vem. O clube até tentou pedir a liberação de Villasanti, mas a Federação Paraguaia recusou o pedido e exige a chegada do jogador já no começo da semana que vem para amistosos preparatórios para a Copa América. Ele desfalca o time de Renato Portaluppi contra Huachipato e Estudiantes.

Dos dois jogos, o mais importante é o desta terça, 21h, no Chile, onde uma eventual vitória garante matematicamente a classificação do Grêmio. Depois, no sábado, às 19h, o clube enfrenta o já eliminado Estudiantes no Couto Pereira, em Curitiba-PR.

Veja também:
1 De 5.992

“Seria impossível aceitarmos o pedido do Grêmio (para que Villasanti se apresentasse à seleção após os amistosos). Não pudemos liberá-lo e sentimos a necessidade de tê-lo no grupo”, explicou Justo Villar, diretor esportivo da Seleção Paraguaia, em entrevista coletiva nesta sexta.

Sendo assim, Villasanti deve se “despedir” do Grêmio sendo titular na partida deste sábado, às 16h, contra o Bragantino, pelo Brasileirão, novamente no Couto Pereira. Depois, nos jogos restantes da Libertadores, Dodi continuará como titular.

Grêmio tem retornos

Por outro lado, o Grêmio tem retornos importantes para os próximos jogos, que ampliam as opções de Renato. Recuperados de lesões, Geromel e Pavón deixaram o Rio Grande do Sul e já se apresentaram na concentração em Curitiba.

MAIS NOTÍCIAS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas