Grêmio e Inter se movimentam nos bastidores e fazem pedido conjunto para auxílio nas viagens

Dupla Gre-Nal está preocupada com os deslocamentos que terá que fazer

Publicidade

Diante da incerteza da situação do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, que segue tomado pela água das chuvas e com operações suspensas até segunda ordem, Grêmio e Inter se movimentam em conjunto em busca de uma facilidade maior de logística para encarar a retomada do calendário. Por isso, avaliam Caxias do Sul como uma possível “base” para viagens e até futuros jogos.

Neste sentido, conforme informações do repórter Rodrigo Oliveira, da Rádio Gaúcha, a dupla Gre-Nal solicitou a internacionalização do Aeroporto Regional Hugo Cantergiani, em Caxias, além da instalação de equipamento antineblina. Isto facilitaria a disputa de jogos das competições internacionais e também as demais viagens exigidas pelo calendário.

Veja também:
1 De 6.005

Vale lembrar que a Libertadores e a Sul-Americana possuem a regra que exige que as partidas sejam disputadas em cidades situadas a no máximo 150 quilômetros de um aeroporto internacional. Este não é, atualmente, o caso de Caxias do Sul.

Este tema esteve na pauta da reunião das direções de Grêmio e Inter, na última sexta-feira, com Paulo Pimenta, que foi designado pelo presidente Lula como o secretário de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, liderando temas governamentais de combate à enchente e seus efeitos.

O que Grêmio e Inter já definiram?

Caso o pleito citado acima seja viabilizado, Grêmio e Inter passam a ter caminho livre para a realização de jogos no Centenário e no Alfredo Jaconi, ambos em Caxias do Sul. Enquanto isso, seguem percursos diferentes, já que o tricolor escolheu treinar no CT do Corinthians e jogar no Couto Pereira-PR e o colorado foi trabalhar em Itu-SP, ainda sem ter definido o seu novo “estádio”.

LEIA MAIS SOBRE O GRÊMIO:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas