Grêmio aguarda calendário intenso em julho e ainda tem jogos sem estádio definido

Tricolor fará no mínimo oito partidas no mês que começou nesta segunda-feira

Após vencer o Fluminense por 1×0 com gol de Gustavo Nunes, em Caxias do Sul, neste domingo, o Grêmio deu fim à péssima fase no Brasileirão e reencontrou o caminho das vitórias, caminho esse que vai querer seguir ao longo do intenso mês de julho. Serão no mínimo oito jogos, podendo até ser nove dependendo de uma eventual classificação contra o Operário na Copa do Brasil.

As duas equipes voltarão a jogar no dia 13, em partida previamente agendada para o Centenário, em Caxias, sendo que na ida empataram em 0x0. A CBF ainda não divulgou as datas das oitavas de final da Copa do Brasil, mas é possível que os jogos de ida ocorram no fim de julho, o que poderia fazer o Grêmio atuar nove vezes no mês.

Veja também:
1 De 6.111

No momento, o time treinado por Renato Portaluppi já sabe que terá uma série de partidas a fazer em Caxias do Sul. Mas, ainda em julho, enquanto aguarda o retorno da Arena previsto para agosto, tem dois jogos com estádio ainda indefinido: contra o Vitória no dia 21 e contra o Vasco no dia 28, ambos pelo Brasileirão.

A agenda do Grêmio em julho, em levantamento do site Globoesporte.com:

  • 04/07 – Grêmio x Palmeiras, no Centenário (Brasileirão)
  • 07/07 – Juventude x Grêmio, no Alfredo Jaconi (Brasileirão)
  • 10/07 – Grêmio x Cruzeiro, no Centenário (Brasileirão)
  • 13/07 – Grêmio x Operário, no Centenário (Copa do Brasil – volta)
  • 17/07 – São Paulo x Grêmio, no Morumbis (Brasileirão)
  • 21/07 – Grêmio x Vitória, local a definir (Brasileirão)
  • 25/07 – Corinthians x Grêmio, na Neo Química Arena (Brasileirão)
  • 28/07 – Grêmio x Vasco, local a definir (Brasileirão)

Renato feliz com volta para “casa”

Embora ainda não seja a Arena, o time gremista saiu satisfeito do seu reencontro com a torcida no Rio Grande do Sul jogando em Caxias diante do Fluminense. Tanto que, na coletiva pós-jogo, Renato fez questão de enfatizar este tema:

“É uma desvantagem muito grande não jogar no seu estado com a sua torcida, ainda mais no Brasileirão. O torcedor veio e apoiou. É importante estar ao lado deles. Agora temos o Palmeiras e o Juventude. É importante ter eles. Todos jogam em casa e fora. Hoje a torcida acolheu e o time foi outro. Buscamos os três pontos e foi importantíssimo jogar em casa, mesmo não sendo na Arena”, opinou o treinador.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas