Grêmio admite que pode não jogar mais na Arena em 2024; saiba as opções disponíveis

Arena segue muito afetada pelos efeitos da enchente em Porto Alegre

Publicidade

Se preparando em São Paulo, no CT do Corinthians, para o retorno dos jogos da temporada, o Grêmio convive com a incerteza de quando poderá voltar para casa. No momento, a Arena segue com diversos estragos causados pela chuva e com pontos de alagamento no gramado, além de problemas nos arredores e em parte de sua estrutura interna. Não há prazo para o estádio voltar ao seu normal.

E, nos bastidores, segundo informações do site Globoesporte.com nesta quinta-feira, a direção do Grêmio não descarta passar o resto da temporada sem jogar na Arena. Inicialmente, o presidente Alberto Guerra havia descartado usar a Arena durante todo o mês de junho, mas fatalmente esse prazo irá se prolongar.

Veja também:
1 De 6.005

Na última terça, viralizaram imagens do fotógrafo Chico Santana sobre as condições atuais do interior da Arena. Ainda com inundação visível, o gramado apresentava ter “trocado de cor” e até mesmo bancos dos reservas foram parar no meio do campo.

O que o Grêmio já decidiu

Longe da Arena, o Grêmio fará os seus primeiros jogos em “casa” no retorno da temporada no Estádio Couto Pereira, em Curitiba-PR, a começar contra o The Strongest, pela Libertadores, na quarta-feira que vem, dia 29. Este também será o palco do jogo contra o Bragantino, dia 1° pelo Brasileirão e contra o Estudiantes, dia 8, novamente pela Libertadores.

Em seguida, os gremistas estarão em Caxias do Sul, no Estádio Alfredo Jaconi, para enfrentar o Botafogo, dia 16, um domingo, às 18h30. Posteriormente, atuar em Caxias passará a ser uma das opções em definitivo do tricolor. Outra hipótese é o Beira-Rio, caso o estádio do Inter apresente condições em breve.

“Não seria inédito, já aconteceu no passado. Por enquanto não houve tratativas nesse sentido. Tanto no Inter quanto no Grêmio, ainda estamos em um momento de reavaliação das estruturas. Não temos nem ideia de quando poderemos treinar, no caso do CT do Grêmio, ou de jogar, no caso do Beira-Rio. Mas tudo é possível”, afirmou o presidente gremista Alberto Guerra, ao site GZH, na última terça.

Ontem, moradores do Humaitá, na região da Arena, bloquearam um trecho da freeway cobrando das autoridades um escoamento mais rápido da água nas localidades. As chuvas que voltaram a cair em Porto Alegre, porém, devem retardar este processo.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas