“Aconteceu muito comigo”: ex-volante do Grêmio lamenta falta de paciência da torcida

Lucas Silva, hoje no Cruzeiro, citou situações envolvendo a sua passagem pelo Grêmio

Publicidade

Hoje volante do Cruzeiro, que conseguiu permanecer na Série A para 2024, Lucas Silva falou sobre a sua passagem pelo Grêmio em recente entrevista ao jornalista Duda Garbi e admitiu que a falta de paciência da torcida, por vezes influenciada pela imprensa, atrapalhou principalmente na reta final. Ele ficou no tricolor entre 2020 e primeiro semestre de 2023, passando pelo rebaixamento de 2021.

“Quando chego, chego muito bem no Grêmio. Identificado com a torcida. Depois, dei uma oscilada em questão de regularidade. Quando a gente teve a queda, fiz questão de ficar para o ano seguinte. Com o passar do tempo, essa queda marcou alguns jogadores junto com a torcida. Não de colocar a culpa, mas perder a paciência. Aconteceu muito isso comigo. Chegava muito pela imprensa, e a torcida vai muito pela imprensa. Sobre rede social sou tranquilo. E TV, notícias, essas coisas, raramente vejo. Sempre respeitei muito a torcida do Grêmio, mesmo quando pegava mais forte no meu pé”, declarou.

Uma das principais broncas de Lucas Silva pelo que vivenciou no Rio Grande do Sul é com a imprensa, que ele chegou a chamar até de “suja”:

“Me atrapalhar nos jogos e treinos, não. Eu pouco vejo a imprensa. Mas eu vejo que, no RS, a imprensa é diferente. É uma palavra pesada que vou utilizar, mas é a minha sensação: a imprensa gaúcha é um pouco suja. De querer jogar jogador contra a torcida, de querer causar problema dentro dos clubes. Isso não me incomodou pessoalmente para atuar, mas acho que incomodava os torcedores. Poucos no RS fazem uma imprensa de verdade. Grêmio e Inter não merecem a imprensa que tem”.

A entrevista do ex-volante do Grêmio ao jornalista Duda Garbi:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)