Direção do Grêmio confirma que encerrou negociações com Paulinho após “pedida acima dos padrões”

Volante era um dos desejos do técnico Luiz Felipe Scolari para a sequência da temporada

Apesar de ter montado uma primeira oferta para o volante Paulinho, de 32 anos, que estava livre no mercado desde que deixou o Guangzhou Evergrande, da China, o Grêmio decidiu se retirar das negociações após ouvir os valores desejados pelo jogador. O vice de futebol gremista Marcos Herrmann confirmou ao Globoesporte.com a saída do clube do negócio.

Segundo o dirigente, os valores colocados nas conversas foram considerados “altíssimos” para padrões brasileiros, inalcançáveis dentro do limite estipulado pelo Grêmio. O clube teria feito uma proposta salarial acima de R$ 1,2 milhão mensais, além de dois anos e meio de contrato.

Na última segunda-feira, em live no YouTube do clube, o presidente Romildo Bolzan Jr havia feito elogios ao jogador:

“O Paulinho é um grande jogador, tenho ótimas informações dele. Uma pessoa extremamente profissional, muito competitivo, todo mundo fala maravilhas dele. Não sei o estado atlético dele, a ponto de chegar e assumir titularidade, se vier… Mas se avançarmos com ele, vai ser avaliado esse contexto. Gostava dele no Corinthians, gostei no Barcelona, na Seleção. Tem enorme bagagem, enorme trajetória”, disse, na ocasião.

Para manter a forma física, Paulinho utilizou as instalações do Bragantino neste período de volta ao Brasil. O Corinthians, clube pelo qual ele ganhou a Libertadores e o Mundial, também se mostra interessado em trazê-lo, além do Al-Ahli, da Arábia Saudita. Recentemente, o jogador rejeitou oferta do Fenerbahçe, da Turquia.

  • Clique aqui para entrar no grupo 26 para acompanhar as notícias do Grêmio.
  • Clique aqui para entrar no grupo 27 para acompanhar as notícias do Grêmio.