Cuiabano evita comemorar gol no Grêmio e se manifesta após vitória: “Trabalho duro”

Jogador foi vendido recentemente pelo próprio tricolor ao Botafogo

O lateral-esquerdo Cuiabano foi um dos nomes da vitória do Botafogo para cima do Grêmio, por 2×1, neste domingo, pelo Brasileirão. Vivendo boa fase no clube carioca, ele abriu o placar ao sair cara a cara com Caíque pelo flanco esquerdo ainda no primeiro tempo. Mas, por respeito ao seu histórico no tricolor gaúcho, evitou comemorar o gol, como mostra a foto de capa desta matéria.

Veja também:
1 De 6.100

“Vitória importante para nos manter no topo da tabela, mas sabemos que teremos muitas batalhas pela frente. O trabalho duro compensa!”, escreveu Cuiabano, horas depois da realização da partida, em suas redes sociais oficiais – veja o post aqui.

O resultado colocou o Botafogo na liderança do Brasileirão com 19 pontos, enquanto o Grêmio chegou à quarta derrota seguida e desceu para o 17° lugar com 6 pts. O próximo duelo gremista é na quarta, às 20h, diante do Fortaleza, fora de casa.

Por que o Grêmio vendeu Cuiabano?

Segundo noticiou a imprensa carioca no começo do ano, Cuiabano foi vendido pelo Grêmio por R$ 8 milhões de forma definitiva ao Botafogo. Na época, o vice de futebol gremista Antônio Brum explicou a saída em entrevista à Rádio Gaúcha:

“O Cuiabano tinha contrato com a gente até o final do ano. Em um determinado momento desta e da última temporada, assim como o Gabriel Grando, perdeu espaço. O Grêmio tentou tratativas para renovar seu contrato, mas, realmente, o que o jogador almejava ficou distante do que o Grêmio poderia oferecer. E houve essa proposta interessante em valores financeiros, que o clube mantém valores para uma revenda dele no futuro. A proposta é boa para o clube e para o atleta. Ficou bom para os dois lados”, disse o dirigente, na ocasião.

LEIA MAIS:

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas