Com Cuiabano em alta no Botafogo, direção do Grêmio é pressionada para explicar venda

Lateral-esquerdo vem fazendo grandes partidas no alvinegro carioca

Em uma reunião marcada por cobranças de conselheiros ao departamento de futebol do Grêmio, vários temas relacionados ao elenco foram debatidos na noite da última segunda-feira, quando o Conselho Deliberativo do clube se reuniu no Prédio 40 da PUCRS, já que a Arena segue impossibilitada de ser utilizada. Uma das “pressões” feitas por membros do conselho foi sobre a venda de Cuiabano, que foi vendido ao Botafogo em abril.

Hoje, Cuiabano é considerado um dos destaques do Botafogo, que é o vice-líder do Brasileirão com 30 pontos – 1 a menos que o líder Flamengo. Titular absoluto, o defensor canhoto vem se destacando inclusive com gols, como o que fez contra o próprio Grêmio no Espírito Santo e recentemente contra o Atlético-MG.

Veja também:
1 De 6.124

Pressionada, a direção do Grêmio explicou nesta segunda que a venda de Cuiabano foi um “negócio de ocasião”, já que o atleta tinha contrato apenas até dezembro e poderia sair sem custos após o prazo. No tricolor, o jogador ainda tinha dificuldades em ter sequência no time por algumas lesões sofridas, algo que não aconteceu mais no Botafogo. No total, a venda deste jogador gerou R$ 8 milhões aos cofres gremistas.

Por enquanto, a lateral-esquerda do Grêmio segue tendo Reinaldo como titular absoluto, apesar de não ser um jogador considerado como unanimidade entre a torcida. Fora ele, o reserva imediato é Mayk, que chegou a ganhar espaço na reta final do Gauchão.

Cuiabano falou sobre a saída do Grêmio

Depois da vitória do Botafogo sobre o Grêmio por 2×1 no Espírito Santo, Cuiabano conversou com a imprensa gaúcha presente e deu a sua versão sobre a saída do tricolor:

“A decisão não foi só minha. O Grêmio aceitou e eu achei que era a melhor forma para eu ser feliz em outro lugar. Então, vim para o Botafogo, onde estou muito feliz e me sentindo em casa. Minha família também está muito feliz. Isso que importa: estar feliz e ter sequência é o mais importante. Eu não estava tendo sequência, vocês viram. O Grêmio aceitou a proposta, decidiram da melhor forma e eu também aceitei a proposta do Botafogo. Estou feliz aqui”, resumiu.

“O Cuiabano tinha contrato com a gente até o final do ano. Em um determinado momento desta e da última temporada, assim como o Gabriel Grando, perdeu espaço. O Grêmio tentou tratativas para renovar seu contrato, mas, realmente, o que o jogador almejava ficou distante do que o Grêmio poderia oferecer. E houve essa proposta interessante em valores financeiros, que o clube mantém valores para uma revenda dele no futuro. A proposta é boa para o clube e para o atleta. Ficou bom para os dois lados”, explicou Antônio Brum, vice de futebol do Grêmio, em entrevista à Rádio Gaúcha na época da negociação.

LEIA MAIS:

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas