Coudet planeja “administrar” jogo contra o Corinthians e mira Inter forte em revanche na terça

Saiba o pensamento de Eduardo Coudet para as próximas partidas do Inter

Pela primeira vez desde o seu retorno ao Inter, onde ainda busca a primeira vitória, o técnico Eduardo Coudet não irá utilizar força máxima e preservará atletas neste sábado, 18h30, em casa, diante do Corinthians, pelo Brasileirão. Ele próprio adiantou este planejamento durante coletiva de imprensa na terça, na Argentina, depois da derrota de virada por 2×1 para o River Plate.

O foco neste momento é bem claro: concentrar forças na volta das oitavas de final da Libertadores já na outra terça-feira, 21h, no Beira-Rio.

Veja também:
1 De 6.090

“Vamos chegar melhor em casa, mais descansados. No sábado vamos cuidar de alguns jogadores para chegarmos melhores. Estamos a um gol. Precisaremos de todos os jogadores. Vamos melhorando com o tempo. É uma questão que já falei anteriormente. Na outra vez, fizemos pré-temporada. Tenho a segurança de que, com o tempo, vai dar certo. Vamos melhorar. Sabemos da necessidade de sermos imediatos”, declarou Coudet, antes demonstrar confiança na virada sobre o seu ex-clube:

“Acho que desde que cheguei tivemos apenas 4 treinamentos fortes, com bastante volume de trabalho. Sou muito agradecido aos jogadores, vamos crescer com o tempo. Infelizmente não temos muito tempo. Vamos cuidar de alguns jogadores para que estejam em melhor forma para partida de volta. Estamos um gol atrás na série mas podemos recuperar. Não gosto de perder, ninguém aqui gosta. Temos que trabalhar”.

Coudet explica substituições no Monumental de Nuñez

Admitindo a queda física do time no segundo tempo, Coudet tentou corrigir com as entradas de Campanharo e Igor Gomes e, posteriormente, com Rômulo, Pedro Henrique e Luiz Adriano:

“O que eu tentei com as trocas era dar mais perna ao time. Já não estávamos conseguindo movimentar a bola da mesma maneira. Tentamos também sustentar melhor o jogo. O Mauricio precisa trabalhar para somar mais minutos. Hoje era um jogo muito difícil e de muito volume. Decidimos por não colocá-lo hoje e utilizar jogadores que já estavam em um estágio mais avançado de recuperação. Temos que trabalhar e confiar. Confiar que vamos fazer um grande jogo na volta e que podemos fazer dois gols”, disse Coudet.

LEIA MAIS:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas