Campaz volta ao Grêmio após título e bom futebol pelo Rosario Central; veja estatísticas

Meia de 23 anos não acertou contrato na Argentina e volta oficialmente ao tricolor gaúcho

Ainda buscando mais reforços no mercado para qualificar o plantel de 2024, o Grêmio está ganhando um inesperado reforço já para esta terça-feira. Após não se acertar individualmente no contrato com o Rosario Central, da Argentina, o meia-atacante Jaminton Campaz, de 23 anos, volta ao tricolor e já iniciará os treinamentos em Porto Alegre a partir desta terça-feira, ficando disponível para o técnico Renato Portaluppi.

Mais cedo, o portal Sofascore publicou nas redes sociais um resumo das estatísticas de Campaz em 2023 durante o empréstimo ao Rosario Central. Ele fez 43 jogos, com 10 gols e 8 assistências, sendo decisivo no título da Copa da Liga Argentina sobre o Platense na decisão.

Veja também:
1 De 6.125

Promessa do futebol colombiano, Campaz foi comprado junto ao Tolima no meio de 2021 por cerca de 4 milhões de dólares. Ele teve dificuldades de adaptação no seu começo no Grêmio e fez parte da campanha do rebaixamento no mesmo ano. Em 2022, alternou altos e baixos, teve lesões e também não se firmou, reencontrando o bom futebol apenas no ano seguinte na Argentina.

A nota oficial do Grêmio sobre Campaz:

“O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense informa que o Club Atlético Rosario Central executou a compra de 50% dos direitos econômicos do meia-atacante Jaminton Campaz, como previsto em opção no contrato de empréstimo do atacante. Entretanto, o atleta e o clube argentino não chegaram ao entendimento de um novo contrato e, dessa forma, Campaz retorna ao Grêmio, atual detentor do vínculo federativo. O jogador fará as avaliações rotineiras e ficará à disposição para os trabalhos de pré-temporada a partir desta terça-feira”, diz o Grêmio.

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas