De olho na vaga de Johnny, Campanharo diz que ainda pode ser útil ao Inter: “Quero brigar”

Volante concedeu nova entrevista e projetou um grande 2024 pelo Inter

Publicidade

Contratado ainda no primeiro semestre de 2023 após um período fora do Brasil, o volante Gustavo Campanharo alternou altos e baixos no seu começo no Inter, mas espera ter mais chances de mostrar valor na nova temporada. Ele, por exemplo, acredita que poderá brigar pela vaga deixada por Johnny, vendido recentemente ao Real Betis, da Espanha.

Mesmo que não tenha tido muitos momentos de protagonismo em campo, Campanharo relata ter sido “de extrema felicidade” voltar ao Brasil para jogar no Inter, apesar do desgaste físico sofrido durante o ano:

Veja também:
1 De 5.995

“Posso brigar nessa função. No meu início com o Mano e as últimas atuações deixaram um gostinho que eu poderia ajudar de alguma forma. Estou pronto para o que for decidido. Quero brigar para buscar meu espaço e mostrar um melhor futebol”, disse, ao site Globoesporte.com, antes de completar:

“Foi de extrema felicidade. Voltei ao Brasil, ao Inter, o clube que eu sempre amei. Vinha de uma temporada bem desgastante. Logo no início, fiz bons jogos quando tive oportunidades com o Mano. Com o passar do tempo eu senti um pouco o desgaste. Um ano sem descanso. Tive algumas lesões que dificultaram um pouquinho. Depois, com a chegada do Coudet, tive algumas oportunidades um pouco fora de posição também. Não consegui render o que esperava”.

Campanharo tem otimismo para o 2024 do Inter

O volante acredita ter correspondido melhor nas chances que teve na reta final do ano e quer ficar com esse sentimento para o que virá pela frente:

“Perdi um pouco de espaço, mas continuei trabalhando para que, quando pudesse ter oportunidade novamente, eu estivesse pronto. No final do campeonato, tive duas oportunidades que para mim foram muito importantes. Precisava mostrar que ele (Coudet) podia contar comigo. Acredito que fiz bons jogos jogando na minha função”, encerrou.

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas