Barcellos diz que mudou o perfil de contratações do Inter e relembra troca de Mano por Coudet: “Deu certo”

Confira algumas declarações do presidente do Inter em entrevista ao Flow Sport Club

Publicidade

Em reta final de temporada e vivendo clima eleitoral em disputa com Roberto Melo, o atual presidente do Inter, Alessandro Barcellos, tratou de vários assuntos em entrevista nesta sexta-feira ao Flow Sport Club, no YouTube. Os temas foram desde o perfil de contratações até a troca de treinador no meio do ano:

Perfil de contratações e caso Natanael

Veja também:
1 De 6.006

Eu não vou ser indelicado aqui, mas alguns exemplos darei. Contratamos Natanael, em salário astronômico, por cinco anos. E não jogou um ano no Inter. No fim, ele ia para o CT treinar e correr no campo. Não quis ir para outro clube, pois o salário era menor. Esse era o tipo de perfil de contratação do Inter. Compara o plantel atual com o de anos atrás. Tinha jogador que não podia nem estar perto do clube

Bastidores da vinda de Enner Valencia

O Enner Valencia nos deu a oportunidade de apresentarmos um projeto. Fomos até seu encontro na Turquia, apresentamos a ideia e ele estava em fase de pré-contrato. E a gente conseguiu mostrar a ele o projeto de equipe e o que estava acontecendo no clube em termos de reorganização. Mostramos Porto Alegre, o Brasil, porque esse tipo de jogador leva em conta o bem-estar, a família, a segurança. Ele foi muito receptivo e disse que tinha interesse. Negociamos valores e ele tinha propostas até maiores

Saída de Mano e chegada de Coudet

Não é nenhum demérito ao Mano Menezes, que fez um excelente trabalho e deixou coisas no clube que são importantes no futebol. Mas entendemos que precisávamos de uma mudança para alterar o ambiente. Precisávamos mudar a chave. E deu certo. O Coudet, em três meses de trabalho, fez o Inter ser um dos quatro melhores times da América

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas