Atletas do Grêmio negam pedido de férias antecipadas e se surpreendem com posicionamento do vice de futebol

No total, sete atletas gremistas foram afastados oficialmente durante a última segunda-feira

Uma coletiva convocada na tarde da segunda-feira serviu para que o vice-presidente de futebol do Grêmio, Denis Abrahão, anunciasse oficialmente o afastamento de sete jogadores do clube até o final da temporada. Entre os motivos alegados, o dirigente citou que eles próprios tinham solicitado “férias antecipadas”, algo que, segundo a Rádio Gre-Nal, é negado pelos próprios atletas.

“Atletas do Grêmio alegam que não pediram férias antecipadas, como afirmou o vice de futebol Denis Abrahão na coletiva de ontem. Conforme apurado pela reportagem da Rádio Gre-Nal, as falas do dirigente tricolor surpreenderam os jogadores”, informou a emissora.

Constam na lista Jean Pyerre, Everton, Paulo Miranda, Luiz Fernando, Léo Pereira, Guilherme Guedes e Léo Pereira. Deste grupo, apenas os dois últimos devem se reapresentar normalmente para a temporada que vem.

“É verdade que sete jogadores foram dispensados. Alguns querendo antecipar férias, outros machucados, outros querendo sair. Mas a maioria com a cabeça em outro lugar. Tudo isso, com o passar do tempo, e estamos aqui há 45 dias, a gente vem sentindo o ambiente e com certeza a derrota na Bahia aflorou em mim uma série de situações que me constrangeram. Serei verdadeiro. Assisto todos jogos como torcedor e na Bahia eu sequer levantei da minha cadeira na primeira meia hora. Esse fato nunca tinha acontecido na minha vida de torcedor ainda. Na Bahia, me reuni com a direção e colocamos. Léo Gomes, Guedes, Paulo Miranda, Everton, Jean Pyerre, Léo Pereira e Luiz Fernando estão afastados e assim a gente atende o desejo do treinador de trabalhar com 25 jogadores”, declarou Abrahão na coletiva de ontem.

Em outro trecho da entrevista, Abrahão deixou claro que não estava “preocupado” se os demais jogadores poderiam não ter gostado da decisão. E reforçou que está servindo ao Grêmio e que suas atitudes são sempre visando o benefício do clube.

Deste grupo de sete jogadores, no entanto, apenas Jean Pyerre vinha sendo utilizado e foi o único da “turma” a participar da derrota de 3×1 para o Bahia, sexta, fora de casa, entrando no segundo tempo. Paulo Miranda iniciou a gestão de Vagner Mancini como titular contra Juventude e Atlético-GO, mas não jogou mais desde que foi expulso e fez pênalti diante dos goianos.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Notícias do Grêmio em primeira mão:

Veja também:

1 De 6
Comentários
Loading...