Após reclamação do Grêmio, teto da Arena ganha data para receber “limpeza provisória”

Direção gremista gostaria que uma limpeza fosse feita bem no topo do estádio

Publicidade

Tentando melhorar a sua relação com a administração da Arena, o Grêmio tem como uma das suas demandas mais urgentes a limpeza no teto do estádio, que é branco, mas vem ficando cada vez mais escuro pelo acúmulo de sujeira. O próprio presidente gremista, Alberto Guerra, fez uma dura reclamação sobre o assunto em recente entrevista ao jornalista Duda Garbi:

“É o que mais me toma tempo hoje em dia. Mais que o futebol. Nem tudo a gente deve publicizar nessa relação. E esse é um dos assuntos. Acho uma barbaridade. Foi feito um contrato que nos impõe alguns limites. Vamos jogar uma Libertadores e precisamos do nosso estádio. Não é difícil limpar”, lamentou Guerra, na ocasião.

Ciente da reclamação do clube, a Arena se movimenta para tomar alguma medida. E, de acordo com o jornalista Jocimar Farina, de GZH, a administração do estádio prepara uma “limpeza provisória” para o mês de fevereiro. A última vez que ocorreu uma limpeza foi em 2021.

“É um serviço que demanda mão de obra de alpinismo pela dificuldade. Além de ineficiente é muito arriscado. O problema é que, com a proximidade da freeway, as partículas de sujeira que vêm da rodovia impregnam na cobertura, que é branca para refletir a luz solar e reduzir o efeito do calor na arquibancada superior”, explicou o CEO da Arena Porto-Alegrense, Mauro Guilherme Araújo.

Ainda de acordo com GZH, para a solução definitiva do tema, uma outra empresa será contratada. “Ela irá dispor de robôs, que irão fazer a limpeza da cobertura por automação. Além da aspiração, também é preciso fazer a escovação mecânica, semelhante ao que ocorre nas lavagens automáticas de veículos”, diz o portal.

Leia mais do Grêmio:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)