Antes de decisão, presidente do Inter recorda duelo no Morumbi com gols de Sobis em 2006: “Lembrança positiva”

Colorado bateu o São Paulo pelo placar de 2x1 no jogo de ida da final da Libertadores daquele ano

Publicidade

Já são quase quinze anos desde a noite mágica vivida pelo Inter e pelo atacante Rafael Sobis, autor de dois gols no Morumbi no dia 9 de agosto de 2006, na ida da final da Libertadores, pavimentando o caminho rumo ao título. O tempo se passou e os jogadores são outros, mas a lembrança vem à mente dos colorados às vésperas de nova decisão no mesmo palco.

Na próxima quarta-feira, o Inter se tornará líder do Brasileirão caso obtenha, por exemplo, o mesmo resultado que atingiu na noite em que Sobis reinou absoluto – uma vitória por qualquer placar a partir das 21h30 fará o time gaúcho retomar o 1° posto da tabela, algo, claro, desejado pelo presidente Alessandro Barcellos.

“O histórico não entra em campo, mas traz a lembrança positiva para o torcedor”, declarou o mandatário, à Rádio Gaúcha, sobre a vitória em 2006 no Morumbi.

Confira outras declarações de Barcellos na mesma entrevista:

“Mesmo sem nunca termos trabalhado com o Abel, fomos torcedores dele. Percebemos que era o melhor para o Inter, independentemente de projetos ou atitudes políticas, pois o clube está acima de todos nós. O momento era de manutenção”
.
“O Abel tem um ingrediente que faz a diferença, quando há esta química entre grupo, clube e técnico identificados. A estrela colorada dele faz a diferença nestes momentos. Quando a parte tática e técnica são quase equivalentes com o adversário, essa liga faz a diferença com muita força”
.
“A preferência é pelo que entrega resultados. E eles aconteceram tanto em um estilo quanto com o outro. Lideramos com Coudet, e agora voltamos com o Abel. Prefiro exaltar o grupo que na mão de dois treinadores diferentes, que montaram dois times diferentes, entregou resultados”

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)