fbpx

Abel elogia partida tática de Marcos Guilherme, adianta dois titulares contra o Sport e critica juiz: “Coisas que ninguém vê”

Confira mais detalhes da coletiva de imprensa do técnico Abel Braga na noite desta quinta-feira

O técnico Abel Braga não se arrependeu da mudança por escolha técnica que fez antes do jogo contra o Athletico, nesta quinta-feira, fora de casa, que terminou em 0x0 na Arena da Baixada. Marcos Guilherme ganhou a vaga de Caio Vidal e não desagradou o chefe principalmente por sua partida no aspecto tático.

Abel admitiu que o atacante não foi brilhante no aspecto técnico, mas elogiou a forma como ajudou a marcar o lateral-esquerdo Abner.

“O Marquinhos não apareceu muito no ataque, não foi brilhante com a bola, mas o Abner também não jogou. Isso que você devia estar me perguntando. Aquelas viradas de bola do Athletico também não teve. Ele fez um jogo muito bom taticamente”, elogiou.

Para a próxima quarta-feira, diante do Sport, no Beira-Rio, o Inter não terá os suspensos Moisés e Lindoso. Abel tratou de confirmar Uendel na esquerda e o retorno de Dourado.

“Não vou inventar nada”, prometeu.

Críticas de Abel à arbitragem

O desempenho do árbitro Ricardo Marques Ribeiro não agradou o treinador do Inter, que citou uma falta não dada em Caio Vidal e estranhou a rapidez com que o VAR informou ao juiz que não foi pênalti em toque de Abner no fim da partida.

“Se ele consultou um VAR, eu nunca vi um VAR tão rápido. Não estou reclamando de nada disso, mas a CBF tinha que levar em consideração que quando um árbitro perde o escudo da FIFA, fica muito ruim. Começa a ver coisas que ninguém vê”, declarou.

Com o empate em 0x0, o Inter permanece na liderança com 66 pontos, mas a diferença caiu com a vitória do Flamengo por 2×0 sobre o Vasco – o rubro-negro foi a 64. Próxima rodada: Bragantino x Flamengo, domingo e Inter x Sport, quarta-feira.

 

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas