“Está maluco?”: a reação do presidente do Grêmio ao ouvir o nome de Suárez pela primeira vez

Antônio Brum, vice de futebol do Grêmio, deu bastidores da contratação do uruguaio

Publicidade

Considerado como um dos “pais” da contratação de Suárez para o Grêmio, o vice de futebol Antônio Brum deu alguns bastidores da negociação em conversa com o jornalista Leonardo Oliveira, da Rádio Gaúcha. Segundo o dirigente, o presidente Alberto Guerra se surpreendeu na primeira vez que ouviu a “sugestão” para a tentativa de trazer o artilheiro uruguaio.

Brum conta que o sonho começou a sair do papel ao entender que, se Luisito poderia jogar no Nacional, também poderia estar no Grêmio. A partir desta ideia, inicialmente utópica, o clube passou a fazer os primeiros contatos visando o acerto:

“Tem até uma história, ainda da época da eleição. Sabia que o Renato jogava no 4-2-3-1 e precisava de volantes de posse e meia central. Mas cheguei com um nome extra… Falei para o Guerra: ‘Vamos contratar o Carballo e o Cristaldo, e o golaço é tirar o Luís Suárez do Nacional. Ele vai ficar livre’. O Guerra reagiu: ‘Está maluco, o Suárez é impossível? Mas se acha que dá, vamos para cima’. Sempre me deu todo o apoio. Eu que fiz o primeiro contato, através de amigos, consegui o contato do intermediário dele. Costuramos a primeira proposta e levamos para eles”, declarou Brum.

Na época, Antônio Brum era o diretor de futebol do clube e Paulo Caleffi, demitido no meio do ano, era o vice. O Grêmio também contou com o apoio de patrocinadores importantes para viabilizar a negociação, como Celso Rigo, da marca Prato Fino.

Suárez se despediu do Grêmio

Com festa da torcida na última manhã de sexta-feira, Suárez deu adeus ao Rio Grande do Sul e deixou o Aeroporto Salgado Filho ao lado dos familiares. Neste sábado, como mostramos aqui, ele voltou a emocionar a torcida com um vídeo relembrando todo o seu ano de 2023.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)