À imprensa uruguaia, Aguirre explica volta ao Inter, fala das chances de substituir Tabárez e revela procura por Leandro Fernández

Técnico colorado concedeu entrevista neste domingo ao Locos x el Fútbol, da Rádio Del Sol

Publicidade

Em entrevista concedida neste domingo à Rádio Del Sol, do Uruguai, especificamente ao programa Locos x el Fútbol, o técnico colorado Diego Aguirre explicou o que motivou a voltar ao Inter neste momento e revelou também ter feito contatos para uma possível volta de Leandro Fernández, atualmente no Nacional-URU – o empréstimo, no entanto, acaba exatamente quando o seu vínculo também se encerra no colorado. O treinador ainda falou das chances de substituir Óscar Tabárez no comando da Seleção do Uruguai:

Volta ao Inter:

Veja também:
1 De 6.003

“Tive a possibilidade de ser jogador há mais de 30 anos e criei uma linda relação. Isso me ajudou a vir como técnico em 2015. Claro que ajudou a classificação com Peñarol em 2011 na Libertadores eliminando o Inter nas oitavas no Beira-Rio. E 2015 me abriram as portas do Brasil. Tive em Atlético-MG e São Paulo, mas Inter foi o primeiro a me trazer e há um reconhecimento. E este retorno de agora é bárbaro. Já que não pude estar no Uruguai, que era a minha ideia após deixar o Catar em dezembro”

Calendário brasileiro:

“Temos quarta, domingo, quarta. Palmeiras, Corinthians em São Paulo, depois recebemos o São Paulo e aí depois tem o Grêmio no estádio deles. Aí vem o Olimpia pela Libertadores. É uma sequência mortal. Isso nos faz chegar desgastado na briga pela Libertadores. As equipes brasileiras que não têm calendário tão cheio teriam mais chances de vitória”

Momento do Inter:

“Houve uma troca de técnico e isso mostra que as coisas não estavam bem. Veio Ramírez, que estava no Del Valle e não veio resultados. Foi feita a troca. Nós chegamos faz uma semana. Fizemos dois treinamentos e jogamos dois jogos. Estamos apenas conhecendo os jogadores, tratando de trabalhar um pouco e passar as ideias. Mas estamos condicionados pelas partidas. Basicamente fazemos as recuperações após os jogos e não temos muito tempo para estar em campo”

Seleção do Uruguai:

“Há 10 anos que me perguntam sobre ser técnico da Seleção. Eu nunca mudo a resposta. Como qualquer treinador, dirigir a sua Seleção é o máximo orgulho. Se vai acontecer ou não… primeiro que tenho um grande respeito por Tabárez e todo o seu trabalho. Se algum dia acontecer, será espetacular. Durante todo esse tempo não parei de trabalhar e nunca especulei com essa possibilidade”

Leandro Fernández:

“Antes do clássico vou pedir a volta por um mês (risos). De verdade, perguntei sobre a situação dele. Me parece muito bom jogador. Mas me disseram que não, que ele termina o contrato com o Inter em dezembro e fica livre. Não necessita voltar ao Inter”

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas