fbpx

Treinador brasileiro e nomes mais cotados no mercado: o que já se sabe sobre a busca do Inter por substituto de Medina

Alexander Cacique Medina está fora do comando do Inter depois do empate com o Guaireña

A esperada demissão de Alexander Cacique Medina do comando do Inter obriga a direção do clube a correr contra o tempo e escolher um novo nome. Isso porque o apertado calendário brasileiro impõe jogo atrás de jogo com as campanhas do Brasileirão e da Sul-Americana ainda no início. Para domingo, 18h, contra o Fortaleza, o técnico será o auxiliar fixo Cauan de Almeida, que comandará de forma interina.

O que já se sabe é que a direção colorada não vai apostar de novo em um treinador estrangeiro. Até agora, em menos de um ano e meio da gestão do presidente Alessandro Barcellos, três nomes de fora treinaram o clube: o espanhol Miguel Ángel Ramírez e os uruguaios Diego Aguirre e Alexander Medina.

A partir de então, surgem os nomes nacionais mais cotados. Dos mais falados até agora, apenas um deles está empregado e exigiria pagamento de multa rescisória, caso de Odair Hellmann (foto), treinador colorado entre 2018 e 2019, que atualmente dirige o Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos.

Cuca, segundo a Rádio Gaúcha, seria o nome preferido da direção neste momento. No entanto, o atual treinador campeão brasileiro e da Copa do Brasil pelo Atlético-MG escolheu fazer de 2022 um ano sabático para estar mais próximo da família. Assim, teria que ser convencido a mudar o seu planejamento pessoal.

Outros três nomes bem conhecidos do futebol gaúcho surgem na pauta e dependeriam apenas de uma negociação direta, sem envolver outros clubes. Lisca, que está sem time desde a saída do Vasco em 2021, Mano Menezes, também livre no mercado e Tiago Nunes, recentemente demitido do Ceará.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas