Torcedor do Inter revela ser o “gordo” que xingou Coudet em Caxias: “Cobrei pelo desempenho do time”

Douglas Tim diz ser o torcedor que irritou Eduardo Coudet no sábado

Publicidade

O torcedor Douglas Tim, de 36 anos, que é empresário e sócio do Inter desde 2008, revelou ser o “gordo” que irritou o técnico Eduardo Coudet no Estádio Alfredo Jaconi, sábado, na vitória de 1×0 sobre o Delfín pela Copa Sul-Americana – reveja a cena aqui. Em contato com o jornalista Vagner Martins, da Rádio Gaúcha, o colorado deu a sua versão dos fatos:

“Cobrei pelo desempenho do time. Posso ter dito um ou outro palavrão, mas nada que já não tivesse feito com tantos outros técnicos que passaram pelo Inter. Sou sócio há 16 anos, nunca atrasei mensalidade e entendo que o estádio é o lugar certo para cobrar do técnico e do time. Antes do gol, disse para meus amigos que, independentemente do resultado, desceria para cobrar o Coudet. Desci aos 30 do segundo tempo. Fiquei cobrando ele por cinco minutos e voltei”, disse Douglas, antes de ampliar:

Veja também:
1 De 6.008

“Vários colorados estavam insatisfeitos. Outros estavam apoiando e pediram que eu parasse. Me chamaram de gremista. Mas cobrar um técnico que não ganhou nada e não faz o time jogar bem é ser gremista? Eu não! Quero o bem do Inter, sempre. Sou apaixonado por esse clube, por essa camisa e sempre vou querer o melhor. Não lembro bem o que saiu da minha boca, mas posso ter passado dos limites, sim. Mas como eu disse, nada que já não tenha feito antes”.

O torcedor, chamado de “gordo” por Coudet, ainda afirmou que irá no jogo contra o São Paulo, quinta, às 20h, em Criciúma, prometendo cobrar o treinador novamente se o time não desempenhar bem. Este próximo duelo será pelo Brasileirão.

Coudet explicou a sua reação

Na coletiva de imprensa dada depois da vitória sobre o Delfín, que botou o Inter nos playoffs da Sul-Americana contra o Rosario Central, da Argentina, Coudet deu a seguinte explicação sobre a polêmica:

“Após a partida, estava buscando um gordo que não parava de me xingar. Era um. Eu estava buscando, mas já tinha saído. Às vezes um destrói um monte de coisas. Ficar gritando filha da p… quando você está classificando e se esforçando, treinando fora, viajando para todos os lados. Um xingando você 20 minutos como você ficaria? Mas não o encontrei”, disse Coudet, antes de ampliar:

“Era um idiota que não estava mais. Só isso. tenho sangue e preciso descarregar. Fazemos muito esforço. Sempre a reação é exagerada, mas sou sanguíneo”.

LEIA MAIS DO INTER:

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas