Renato revela o pedido que faz para Cristaldo e aprova atuação: “Foi fundamental”

Técnico Renato Portaluppi fez muitos elogios ao meia-atacante Franco Cristaldo

Publicidade

Foi com um lindo gol da entrada da área de Franco Cristaldo que o Grêmio, neste domingo, iniciou a sua boa vitória de 2×0 sobre o Brasil de Pelotas, na Arena, pelo jogo único das quartas de final do Gauchão. O argentino, para completar a importante jornada que teve, pela primeira vez na temporada terminou o jogo e não foi substituído antes do fim.

Para o técnico Renato Portaluppi, Cristaldo conseguiu colocar em prática neste jogo tudo aquilo que foi pedido durante os treinamentos:

“Por incrível que pareça, essa semana eu treinei o que ele fez no jogo. É dessa forma que eu quero ele. O meia deixa o companheiro na cara do gol, abre o adversário e pisa na área, e é isso que eu peço para ele. Eu converso bastante com ele. Corrigi algumas coisas. Procuro dar conselhos. Ele chuta bem. Tem de se aproximar mais do atacante e fazer o time jogar”, disse Renato.

“Eu converso bastante com ele. Mostro jogadas de alguns meias. Ele tem capacidade. O meia, normalmente, faz o time jogar. Eu corrigi algumas coisas. Procuro dar conselhos. Ele foi fundamental nesta vitória”, acrescentou o treinador.

Cristaldo também falou

Na saída de campo, o meia argentino deu breves declarações à imprensa e falou da vitória que colocou o Grêmio na semi estadual:

“Muito feliz pela vitória e pela classificação. Agora temos que trabalhar para um jogo difícil que vem pela frente. Arrumei um espaço para conseguir bater a gol na jogada que fizemos. Foi um bonito gol”, declarou Cristaldo na saída de campo.

Lutando pelo seu sétimo título gaúcho consecutivo, o Grêmio iniciará a sua semifinal diante do Caxias no sábado, às 16h30, em Caxias do Sul, com transmissão da RBSTV.

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas