Protestos da torcida e corações de Mano: como foi a vitória do Inter sobre o Fluminense no Beira-Rio

Colorado deu resposta imediata em campo após ser eliminado pelo Melgar na Sul-Americana

Publicidade

Três dias depois da frustrante eliminação nos pênaltis para o Melgar, nas quartas da Copa Sul-Americana, o Inter deu resposta dentro de campo e obteve uma importante vitória de 3×0 no Beira-Rio sobre o Fluminense, pelo Brasileirão, onde segue em 6° lugar com 36 pontos. Os gols foram marcados por Fabricio Bustos, Alemão e Carlos De Pena.

Mas a relação com o torcedor não foi das melhores. Taison, que não jogou, bem como o técnico Mano Menezes, foram os mais vaiados no anúncio a escalação. Na parte em que fica a torcida Guarda Popular, foram vistas faixas com mensagens como: “Viemos pelo Inter, não por vocês” e “c… como vocês não fazem história”.

Mas, depois do primeiro gol, outros setores da arquibancada do Beira-Rio começaram a vaiar nas ocasiões que a Popular puxava vaias ou cânticos com críticas. O técnico Mano Menezes, no segundo tempo, chegou a mandar corações para a torcida depois do gol marcado por Alemão.

“Torcedor tem o direito de cobrar quando o time não consegue o resultado como foi na quinta-feira. Mas temos duas opções: ou levantar a cabeça ou ficar para baixo. E hoje o time demonstrou que pode erguer a cabeça. Contagiamos. Quinta-feira não conseguimos o objetivo e isso ainda machuca muito. Foi um golpe duro, mas fomos pelo caminho certo hoje”, disse De Pena ao SporTV após a vitória.

Agora, o Inter deverá ter uma semana mais calma de trabalho para enfrentar o Avaí, de Paolo Guerrero, fora de casa, apenas na outra segunda-feira a partir das 20h.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DO INTER:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)