Presidente do Grêmio reage à informação de Pedro Ernesto sobre possível proposta de R$ 30 milhões por Gabigol

Alberto Guerra garante veementemente que não há negociação por Gabigol

Publicidade

Uma informação dada neste sábado pelo narrador Pedro Ernesto Denardin, ao vivo na Rádio Gaúcha, agitou a torcida do Grêmio. Segundo ele, o clube estaria encaminhando acerto para a contratação de Gabigol, do Flamengo, com pagamento de R$ 30 milhões aos cariocas e salário ao jogador na casa de R$ 2,2 mi. Pouco depois desta divulgação, o presidente gremista Alberto Guerra enviou mensagem ao comunicador negando a existência da negociação:

“Não sei qual a tua fonte, mas posso te garantir que nunca aconteceu absolutamente nada pelo Gabigol. Não podemos fracassar por algo que nunca tentamos. Tens a minha palavra de pai, de homem e de presidente de que não há negociação. Por favor, corrija tua informação para a imensa nação gremista”, afirmou Guerra, em mensagem lida ao vivo por Pedro Ernesto.

O fato é que a direção do Grêmio segue buscando um novo centroavante e tem otimismo para que consiga fechar com algum nome ainda no mês de janeiro. Atualmente, João Pedro Galvão, que fez gol na goleada sobre o São José, é o dono da posição.

O que disse Pedro Ernesto sobre Grêmio e Gabigol

Mais cedo, durante a jornada de Inter x Ypiranga pelo Gauchão, Pedro Ernesto soltou a seguinte informação envolvendo Grêmio, Gabigol e Flamengo:

“A mesma fonte que me disse do interesse do Grêmio em Gabigol me fala agora que há um acerto encaminhado e que o Grêmio vai pagar R$ 30 milhões ao Flamengo e salário de R$ 2.2 milhões ao jogador. Eu só não tenho o tempo de contrato que teria sido encaminhado. Se vai confirmar, eu não sei. A direção do Grêmio vai negar. Mas a negociação existe”, cravou.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)