Narrador não concorda com possível time reserva na estreia do Grêmio na Libertadores: “Sem sentido”

Estreia gremista será no dia 2 de abril, fora de casa, diante do The Strongest

Publicidade

Na noite da última segunda-feira, o Grêmio conheceu, através de sorteio realizado pela Conmebol, os seus adversários na fase de grupos da Libertadores de 2024. O tricolor, que sonha desde já com o tetracampeonato continental, enfrentará Estudiantes, da Argentina, The Strongest, da Bolívia e também o Huachipato, do Chile. A estreia será dentro de duas semanas.

E acontecerá exatamente entre os dois jogos da final do Gauchão, que o clube segue lutando para estar lá em meio aos duelos de semifinal contra o Caxias – lidera a série por 2×1 e precisa de um empate em casa, nesta terça, 21h, para avançar. Mesmo com o jogo de abertura do Grupo C da Libertadores sendo entre as finais estaduais, na terça, dia 2, às 21h, na altitude de La Paz, Bolívia, contra o The Strongest, o narrador Marcelo De Bona – do Grupo RBS – discorda totalmente da ideia de um possível time reserva contra os bolivianos.

“O vice-campeonato nacional de 2023 recolocou o Grêmio na Libertadores da América, competição na qual, segundo o próprio presidente Alberto Guerra, o clube é obcecado. Não faz sentido estrear com reservas na Libertadores, que torcedores e clube tanto se identificam e depois de tanto esforço pela vaga”, opinou De Bona, em texto publicado no portal GZH.

“Claro que levo em conta uma final de Gauchão, possivelmente com Gre-Nal na decisão. Também considero a viagem para a Bolívia. Mas preciso considerar que o jogo em La Paz será na terça-feira, cinco dias antes da partida final do Estadual. Mais do que isso. O Grêmio contratou Pavón, Diego Costa e faz todos os esforços para recuperar Soteldo, porque precisou se fortalecer para a Libertadores. Essa é a grande competição da temporada e por isso deve ser a prioridade do clube”, acrescentou.

A tabela de jogos do Grêmio na primeira fase da Libertadores

  • The Strongest x Grêmio – 2 de abril, terça, às 21h, no Estádio Hernando Siles, em La Paz, na Bolívia – Onde assistir: Paramount
  • Grêmio x Huachipato – 9 de abril, terça, às 19h, na Arena, em Porto Alegre – Onde assistir: Paramount
  • Estudiantes x Grêmio – 23 de abril, terça, às 19h, no Estádio Jorge Luis Hirschi, em La Plata, na Argentina – Onde assistir: ESPN / Star+
  • Huachipato x Grêmio – 8 de maio, quarta, às 19h, no Estádio Huachipato, em Talcahuano, no Chile – Onde assistir: ESPN / Star+
  • Grêmio x Estudiantes – 15 de maio, quarta, às 19h, na Arena, em Porto Alegre – Onde assistir: Paramount
  • Grêmio x The Strongest – 29 de maio, quarta, às 19h, na Arena, em Porto Alegre – Onde assistir: ESPN / Star +

Renato admite preocupação com a estreia do Grêmio

Em breve recado enviado à imprensa logo depois do sorteio, o treinador gremista Renato Portaluppi admitiu uma certa preocupação com a logística de estreia na Bolívia:

“Libertadores não tem jogo fácil. Vamos organizar bem a nossa logística porque esse primeiro jogo lá na altitude não é uma coisa simples. Bem pelo contrário. Mas isso é uma situação para pensarmos ali na frente”, argumentou o comandante.

Grêmio de Renato pega o Caxias
Renato não imagina facilidades na Libertadores – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Todos os grupos da competição

Grupo A: Fluminense, Cerro Porteño, Alianza Lima, Colo-Colo
Grupo B: São Paulo, Barcelona-EQU, Talleres, Cobresal
Grupo C: Grêmio, Estudiantes, The Strongest, Huachipato
Grupo D: LDU, Junior Barranquilla, Universitário, Botafogo
Grupo E: Flamengo, Bolívar, Millonarios, Palestino
Grupo F: Palmeiras, Independiente Del Valle, San Lorenzo, Liverpool-URU
Grupo G: Peñarol, Atlético-MG, Rosario Central, Caracas
Grupo H: River Plate, Libertad, Deportivo Táchira, Nacional

LEIA MAIS NOTÍCIAS: