Patrick revela time de infância, explica atritos com Orejuela e Bruno Henrique e diz que Inter confia no título brasileiro

Meia colorado concedeu entrevista ao Bolívia Talk Show do Canal Desimpedidos do YouTube

Publicidade

Sem ficar em cima do muro, o meia colorado Patrick não viu problemas em admitir o seu time do coração na infância em entrevista ao Bolívia Talk Show, do Desimpedidos, no YouTube. Carioca, nascido no Rio de Janeiro, o jogador de 28 anos admitiu ter sido torcedor do Flamengo na juventude.

“Sou do Rio de Janeiro, de Olaria e revelo aqui que eu era flamenguista, era o meu time do coração. Não vejo problema em falar. E não quer dizer que quando tiver jogo contra o Flamengo eu vou fazer as coisas erradas por ser torcedor. Jamais. Ali existe um profissionalismo, e lutamos por nosso prato de comida”, declarou.

Mesmo sendo carioca, Patrick ainda não teve a oportunidade na carreira de jogar em um dos quatro grandes do Rio. Antes de chegar ao Inter em 2018, o meia teve boas passagens por Goiás e Sport.

Brigas em campo

Patrick não se considera um jogador “brigão”, mas teve pelo menos dois episódios marcantes em campo nos últimos anos. O primeiro deles foi no 1×1 diante do Palmeiras, no Beira-Rio, em 2019, quando brigou com Bruno Henrique em defesa de um gandula. O outro, em 2020, ocorreu ao pegar Orejuela pelo pescoço em um Gre-Nal na Arena.

“Com o Bruno eu já conversei e a gente se resolveu. Ali no calor do jogo eu entendi que ele falou algumas coisas que não deveria para o gandula. Adrenalina de jogo. Queria a reposição rápida e eu não achei correto, claro que eu não queria que o gandula jogasse a bola rápido para ele. Mas está tudo certo agora”, disse, antes de acrescentar.

“Eu vivo muito o calor do jogo e o Gre-Nal aumenta mais. Aconteceu que eles fizeram um gol e o Orejuela me xingou. Eu fui pegar ele pelo pescoço e esperei alguma reação maior para não ficar nítido uma agressão. Mas ele não teve reação. Como ele não fez nada, ficou nisso. Me arrependi de ter sido expulso, mas não de ter reagido na emoção do que ele falou”.

Patrick acredita em título brasileiro

Engana-se quem pensa que o Inter já jogou a toalha no Brasileirão. Faltando 11 jogos, o colorado é 4° com 47 pontos, nove atrás do líder São Paulo. E Patrick está de olho em tropeços do principal oponente:

“Futebol tudo pode acontecer. A gente não perdeu as esperanças de título. Nosso objetivo é buscar o título, como em todas as competições. Nós ficamos cinco, seis jogos sem vencer. Pode acontecer com eles (São Paulo) também”, colocou.

O Inter fez o primeiro treino de 2021 neste sábado e se prepara para encarar o Ceará na próxima quinta-feira, dia 7.

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)