A opinião dada por Renato sobre a polêmica das medalhas de vice da Recopa Gaúcha

Grêmio irritou a FGF ao não ficar em campo para pegar as medalhas de vice da Recopa

Publicidade

Ausente no jogo em Ijuí contra o São Luiz pela Recopa Gaúcha, que acabou na quarta-feira com vitória do time da casa por 2×0, o técnico Renato Portaluppi se manifestou apenas neste sábado sobre a polêmica daquela específica ocasião: a ausência do time do Grêmio em campo, logo depois do apito final, para receber as medalhas de vice-campeão.

Da televisão, em Porto Alegre, Renato acompanhou tudo e afirmou neste sábado, depois da goleada de 4×1 sobre o Guarany de Bagé, na Arena, que não se tratou de uma “atitude antidesportiva”. Ele, afinado com o discurso do seu auxiliar Alexandre Mendes, confirmou que o clube ficou no vestiário para evitar mais confusão:

“Não foi atitude antidesportiva, porque no momento que os jogadores saíram de campo teve confusão. Foi pra evitar isso. O Grêmio queria voltar para receber, mas poderia ter outra confusão. Nesse tempo que o grupo poderia receber as medalhas, o presidente da Federação não deu tempo e saiu atirando”, lamentou Renato.

No final do jogo da quarta-feira, o zagueiro Gustavo Martins, que atuou como volante, se envolveu em tumulto e foi expulso. O Grêmio afirma que, a partir disso, ficou com receio de que novas confusões pudessem acontecer no caso da permanência em campo.

Situação irritou a Federação Gaúcha de Futebol

No gramado do Estádio 19 de Outubro, em Ijuí, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman, mostrou irritação com a atitude do Grêmio e chegou a falar até em “falta de respeito”:

“Eu fico constrangido e entristecido. Eu acho que é uma falta de respeito com o torcedor gremista que veio aqui. Não digo nem com o clube São Luiz, que no ano passado levou 4 na Arena e fez humildemente uma fila para receber a medalha de vice. Acho que o Grêmio poderia ter tido outra postura. Seria digno vir receber essas medalhas. Estou triste, mas é uma decisão que o clube tomou e cabe a direção explicar as razões desse ato de falta de fair play e de educação”, declarou Hocsman.

Grêmio
Luciano Hocsman fez críticas ao Grêmio – Foto: Divulgação/FGF

Dirigente do Grêmio respondeu

Também neste sábado, o vice-presidente de futebol gremista Antônio Brum, em apoio a Renato, rebateu Hocsman e considerou “desproporcional” a fala do presidente da FGF. Além disso, o dirigente do Grêmio citou um caso curioso envolvendo a entrega de medalhas do Gauchão de 2023:

“Por sinal, foi muito infeliz a entrevista do presidente da FGF depois daquele jogo. Estava se criando um clima mais bélico em campo e até para valorizar a festa do São Luiz, para que não descambasse para alguma outra coisa, foi tomada essa decisão (não voltar para receber medalhas de vice). Mas foi uma entrevista desproporcional e fora de tom. Queria dizer para ele: se ele se preocupasse tanto em cerimônia, ele não teria me entregue a medalha errada de vice do Gauchão no ano passado”, revelou.

Tricolor de Renato pega o Brasil de Pelotas

Em relação ao Gauchão, o Grêmio terminou em 2° na fase classificatória e agora vai receber o Brasil de Pelotas no próximo final de semana, em data a ser definida pela FGF nos próximos dias. O tricolor, que tenta o seu sétimo título seguido, joga em casa com a vantagem do empate para ir à semi. Saiba aqui todos os confrontos de quartas de final.

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul