WhatsApp: +5551985261953

Odair revela se recebeu novo convite, cita duas frustrações no Inter e nega mágoa por demissão do clube

Atual treinador do Al-Wasl, dos Emirados Árabes, voltou a falar do trabalho no Inter

Atual comandante do Al-Wasl, dos Emirados Árabes Unidos, o técnico Odair Hellmann voltou a falar do Inter em entrevista concedida à Rádio Bandeirantes na última quinta-feira e garantiu veementemente não ter sido procurado para voltar ao clube nem depois da saída de Diego Aguirre, em 2021, nem após a ainda recente demissão de Alexander Medina – Mano Menezes foi o treinador contratado na ocasião.

Odair aproveitou para reforçar que não tem mágoas do clube pela sua demissão em 2019 pouco depois da perda do título da Copa do Brasil. Zé Ricardo veio para uma gestão “tampão” até o fim do campeonato:

“Não recebi convite nenhum, nem agora, nem em nenhum momento. Não guardo mágoas da demissão do Inter, mas penso que nós tínhamos totais condições de fechar aquele ano de 2019 e conseguir a classificação para a Libertadores mais fácil do que aconteceu. Realmente, faltou aquele Gauchão nos pênaltis e aquela Copa do Brasil pra fechar o trabalho”, declarou Odair, ainda lamentando os vices do Gauchão e da Copa do Brasil de 2019.

Em relação ao presente e ao futuro, Hellmann lembrou o quanto o futebol é cíclico e disse que está tendo uma experiência muito valiosa fora do país:

“Eu tenho uma organização, tenho um planejamento, mas eu tenho que pensar no agora. Eu tenho um ano de contrato, a gente não sabe o que pode acontecer o futebol, e eu quero viver esse momento. Está sendo muito válida nos termos pessoais e profissionais”, concluiu.

Entre o Inter e o Al-Wasl, Odair Hellmann ainda teve no comando do Fluminense, que foi outro clube que ele atuou como jogador profissional na década de 90.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Inter

1 De 9