Mudou de ideia? Renato explica por que não colocou time de garotos na estreia do Grêmio no Gauchão

No fim de 2023, Portaluppi cogitou botar time de jovens no começo do Gauchão

Publicidade

Apesar da sugestão ousada dada no fim do último Brasileirão, quando pensou em escalar apenas garotos no Gauchão, o técnico Renato Portaluppi mandou praticamente a sua força máxima no Grêmio na estreia contra o Caxias. E, após a derrota de 2×1 de virada no Centenário na estreia, o treinador explicou por que o time deste sábado não teve mais garotos:

“Quem manda é a direção do clube. Tem muitos jogadores da base que estão treinando com a gente, mas eu não vou queimar nenhum jovem de largada. Serão aproveitados ao longo da temporada. Até porque muitos deles estavam jogando a Copa São Paulo e provavelmente vão treinar com a gente em breve”, disse, antes de acrescentar sobre o começo de temporada:

Veja também:
1 De 5.982

“Não vai ser no primeiro jogo que os jogadores vão dar a resposta. Eu não vou começar a cobrar na primeira partida o que o grupo pode desempenhar. Em 8 ou 10 dias ninguém é mágico para transformar a equipe em competitiva”, citou.

O que Renato disse no fim de 2023?

Depois de uma vitória sobre o Goiás em casa na reta final do Brasileirão, Renato foi perguntado sobre o planejamento de 2024 e disse, na época, o que pensava sobre o Gauchão:

“É botar os garotos para jogar. Quem muito quer, nada tem. E não é só o Grêmio, é o Inter também. Porque os times do interior têm mais tempo para trabalhar, então, quanto antes começar o campeonato, melhor para eles. Estão com ritmo e treinam por uns dois meses. O Grêmio tem 10 dias para treinar tudo. Como faz isso? Aí você coloca o jogador e machuca o jogador. E não vão render, mas a cobrança vem. Aí, daqui a pouco, você perde o jogador para o Gauchão e também para a Libertadores”, declarou.

“Quem manda é o presidente, mas a minha sugestão é colocar os garotos e esquecer o estadual. Se preocupar com a Libertadores. Até a FGF ter o bom senso de sentar, trocar ideias e conversar com Grêmio e Inter. A gente está cansado de saber das lesões, das cobranças, de não render. A minha sugestão é tirar alguns garotos da Taça São Paulo, deixar aqui treinando e começa o estadual com eles. E prepara a equipe para a Libertadores. O Gauchão é importante, mas a Libertadores não é mais? É botar na balança e pensar. A minha ideia é essa. Se alguém tem uma ideia melhor, pode dar. Quem manda é o presidente Alberto Guerra e a direção”, ampliou Renato, na oportunidade.

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas