Mudança de “fotografia” do elenco agrada torcida, mas dirigente do Inter diz que alteração será “pequena” para 2022

Principais titulares do atual time do Inter têm contratos longos e devem continuar no clube

Com o Inter eliminado das Copas e ainda patinando no Brasileirão, uma “limpa” no atual elenco vem sendo cada vez mais defendida pela torcida, que, em geral, entende que alguns dos mais experientes do grupo não dão resposta nos momentos decisivos em campo. Mas, a julgar pela palavra da direção, grande parte do plantel seguirá em 2022.

Em entrevista concedida ao site Globoesporte, o vice de futebol João Patrício Herrmann adiantou que as alterações, se acontecerem, serão “pequenas” visando o próximo ano:

“Mudamos poucas pessoas desde quando chegamos. Há interesses, mas não existe uma mudança de fotografia. No ano que vem, a mudança de fotografia será pequena”, alegou o dirigente.

Marcelo Lomba
Goleiro Marcelo Lomba pode sair do Inter em dezembro – Foto: Ricardo Duarte/Inter

Sobre este tema, o tempo contratual de jogadores do elenco é fator a ser observado. Lomba, Lindoso e Guerrero têm vínculos somente até dezembro e podem puxar a fila de saídas. Edenilson, Dourado, Galhardo e Cuesta têm contratos mais longos, enquanto Patrick acabou de renovar até 2023.

O atual Inter vem, de fato, de decepções em momentos importantes, como a final da Copa do Brasil de 2019 contra o Athletico, a partida decisiva em casa contra o Corinthians no Brasileirão de 2020, diversos Gre-Nais e mais recentemente a queda para o Olimpia na Libertadores. Estes resultados contribuem no pensamento da torcida de que o ideal é modificar a “fotografia” do grupo.

Mas terá que ser com este mesmo elenco uma reação imediata no Brasileiro. O Inter é apenas o 14° com 14 pontos ganhos e tenta reagir no sábado, 20h, em casa, diante do Cuiabá.

  • Clique aqui para entrar no grupo 7 para acompanhar as notícias do Inter.
  • Clique aqui para entrar no grupo 20 para acompanhar as notícias do Inter.