Maicon chamou Bolzan para conversar e pediu rescisão depois da queda para o Del Valle, revela jornalista

Volante ficou de cabeça quente depois de ser expulso no duelo perdido diante dos equatorianos

Publicidade

Descontado fisicamente e ainda expulso durante a derrota de 2×1 para o Independiente Del Valle, que custou a classificação do Grêmio à fase de grupos da Libertadores, Maicon chamou o presidente Romildo Bolzan Jr para conversar no vestiário pós-jogo e solicitou a sua rescisão de contrato, conforme informações do jornalista do Grupo Bandeirantes, João Batista Filho.

A informação de um possível desejo do jogador de rescindir o vínculo havia circulado nos últimos dias através de uma coluna do jornalista Hiltor Mombach, no Correio do Povo. Nela, o comunicador revelava o quanto os problemas físicos de Maicon, que já tem 35 anos, vêm incomodando neste momento da carreira.

“Depois do jogo contra o Del Valle, em que ele foi expulso, o Maicon chama o presidente Romildo Bolzan Jr para conversar e pede a rescisão. Já não é de hoje que eu ouço que ele está desconfortável. O presidente acalmou o Maicon e lembrou que todos estavam de cabeça quente. No dia seguinte, o Renato sai, mudanças ocorrem, outras mudanças devem vir e o assunto não foi tratado novamente. E os dirigentes se limitam a dizer que não negociam a rescisão do jogador”, relatou JB Filho em vídeo no YouTube.

Tanto os empresários de Maicon como os dirigentes do Grêmio negam que a rescisão vá acontecer. Ele havia voltado a sentir dores musculares depois do Gre-Nal vencido por 1×0, na Arena, com gol de Léo Chú, pelo Gauchão. Na sequência, sequer viajou e foi preservado para o jogo de ida contra o Del Valle, no Paraguai, pela pré-Libertadores, justamente para atuar no duelo da volta.

Presente no elenco do Grêmio desde a primeira parte de 2015, Maicon mantém contrato apenas até dezembro.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas